TOCK INDEPENDENTE 05: Ancesttral e o reconhecimento dos “famosos desconhecidos”

TOCK INDEPENDENTE 05: Ancesttral e o reconhecimento dos “famosos desconhecidos”

O thrash / Heavy energético do Ancesttral completa 10 anos de seu primeiro álbum, Famous Unknown, na mesma época em que lança seu mais maduro trabalho até o momento,Web of Lies. Alexandre Grunheidt (vocal e guitarra), Denis Grunheidt (bateria), Leonardo Brito (guitarra) e Renato Canonico (baixo) mostraram seu som matador enquanto falam de distribuição digital, a cena da música pesada no Brasil e sobre rock cantado em português e inglês entre muitas outras coisas. Dê o play e bata a cabeça!

Siga o Ancesttral na Internet:

Setlist do show:

  • What Will You Do?
  • Massacre
  • The Famous Unknown
  • Trust
  • Put Me Through
  • Subhuman
  • Demolition Man
  • Bloodshed And Violence

ASSINE O FEED DO TOCK INDEPENDENTE e receba os novos episódios diretamente em seu celular

 

ASSINE O PODCAST TAMBÉM PELA iTUNES e receba os novos episódios diretamente em seu dispositivo Apple

 

VOCÊ OU SUA BANDA POSSUEM UM TRABALHO AUTORAL? Mora ou encontra-se em São Paulo? Mostre-me esse material! Mande o link de seu som e um pouco de sua história para o email abaixo. Se eu curtir, retorno o contato para a gente marcar essa bagunça!

 

 

 

UM OFERECIMENTO: Bureau : Studio Bar : AudioFusion

Entre em contato:



 

 

 

 

Sobre o autor

  • Rodrigo Amaral

    Raulll Ock-Tock!

    Que som é esse!!! Não sabia que tinha banda em um nível tão alto assim sendo desconhecido.

    Ock-Tock, você manda muito bem! Excelente programa.

    • Valeu, cara! É um grande prazer apresentar esses sons pra galera que ainda não conhece.

      Se vc é de SP, aparece lá no Bureau para conferir a próxima gravação ao vivo! Nessa quarta-feira, 9 de Agosto, tem Lennon Fernandes!

  • Juliana Bárbara

    Que banda boa!! Adorei e já recomendei.
    Ótimo programa!

    • Valeu, Juliana! Fica ligada que daqui a pouco tem mais bandas pra vc conhecer

  • Willian Urso

    Mano, que preguiça 😪… É impressionante a quantidade de atitudes babacas que vem dessa galera roqueira. Eu curti muito o som, mas aí me vem esses atrasado falando que “Avenged é uma merda, mas melhor que ouvir Anitta ou Despacito”. Po, duplamente errado! Começa xingando a banda mas por conveniência “releva” pq é metal aí depois mete o pau em outros tipos de música. Desanima acompanhar o trabalho dos caras pq por mais que eu tenha curtido o som, os caras são agressivos e ao invés de demonstrar maturidade não agindo dessa maneira “contra” outros estilos, preferem ser o estereótipo do roqueiro agressivo que soa como qualquer polarizador de internet de hoje onde o que eu gosto é bom e o resto é merda pelo simples fato de eu não gostar!
    Apesar dos pesares, o som é muito bom, nisso, parabéns! Nas atitudes, tão precisando de uma abertura na cabeça.