Ultrageek 299 – Localização de jogos

Ultrageek 299 – Localização de jogos

Baixe o Ultrageek no seu Android

RAULLL CAVALARIA GEEK!

No Ultrageek dessa semana vamos falar de games, mas de um jeito diferente. Vamos falar de… Localização de jogos! Tem gente que chama de dublagem, mas o trabalho de adaptar os games para o Brasil é bem diferente do que você imagina…

Dublador convidado:
– Junior Nannetti (Loop Infinito e Pod-C)

Nesse episódio: Conheça os Rolling Stones do podcast brasileiro, entenda a diferença entre dublagem, localização de jogos e voz original, tome cuidado com o sapo gordo inconveniente, perca-se entre anéis e loops, surte com os causos de voice over, fique molhadinho ao ouvir o Atriox, tenha uma DR com o diretor e entenda a importância dos jogos localizados!

LINKS DO PROGRAMA

SIGA A REDE GEEK

Sobre o autor

A Rede Geek é um hub de conteúdo geek, com podcasts, vídeos, blog, produtos e serviços feitos especialmente para a galera que é apaixonada por tecnologia! Siga a gente nas redes sociais e fique ligado de tudo que rola por aqui! ;D #RAULLL

  • TioWidow

    Primeiramente, #MauriComunista

    Meu primeiro jogo dublado que fiquei impressionado foi MAX PAYNE 1, com os capangas gritando “Ei….é o MAX”..
    Sou apaixonado por Games dublados, acho que por conta que 2 décadas atrás games dublados eram improváveis.

    Há apenas 2 jogos que flopei por causa da dublagem, Battlefield Hardline (Modo história) e a dublagem do ROGER e Batman da Série Arkhan quando colocaram a voz do dublador do Cristian Bale para dublar, e ela não combina nada com o Batman dos Games, e neste caso não havia a opção de Áudio Original com legendas em português.

    Mas o Saldo é muito positivo e a preferencia é por jogos dublados SEMPRE.

    • Renato Melo

      então nem jogue uncharted 3 porque ali a dublagem é triste.

  • Filipe Queiroz

    Parabéns pelo episódio, mas comparar dublagem com cirurgia bariátrica é o cúmulo do corporativismo. Hehehehehehhe

  • Malcomtux

    Está valendo comentário ainda?

    Talvez eu possa contribuir com a explicação do termo “Localização” que pareceu esquisita para o Mr Junior Nannetti. Pela descrição dele esse parece ser mais um caso daqueles onde um “jargão” passa de um mercado para outro, nesse caso da engenharia de software para a produção de audiovisual (me corrijam se usei o nome errado). A “localização” vem do inglês “Localization” que por sua vez vem de “Locale” que é aquele código internacional de línguas, pt-BR, en-US, pt-PT, etc. A localização/internacionalização de sistemas serve para deixar o software multi-idioma que tanto pode ser automático, identifica o idioma (locale) do OS e já entra na língua certa, quanto manual. O funcionamento varia com a linguagem de programação e o tamanho do sistema mas no geral é como foi descrito no episódio, você tem uma pasta para cada idioma contendo os textos, áudios, imagens, etc. de cada um.

    Espero ter ajudado e que não tenha ficado muito “momento monóculo” hehehe.
    RALLL!

  • Ótimo episódio pessoal! Chegando a atrasado, mas deixando meu elogio 😉

    RauLLL
    EddieTheDrummer