Ultrageek 282 – Direito digital

Ultrageek 282 – Direito digital

RAULLL CAVALARIA GEEK!

No Ultrageek dessa semana vamos falar de um assunto muito maneiro mas que poucos geeks conhecem… Direito digital! Pra quem não sabe, também existem geeks advogados e eles vão dominar o mundo. Afinal, cada dia estamos mais digitais e com certeza a internet não é uma terra sem lei. Duvida?

Especialistas em Direito digital convidados:
Plínio Higasi
– Bruno Gissoni

Nesse episódio: Entenda o que é o direito digital, assuste os tradicionais advogados de bigode, aproveite o podcast para fazer uma consulta gratuita, conheça um advogado geek, descubra o que fazer se seus nudes vazarem, tome cuidado com o que anda curtindo no Facebook, aprenda a gravar uma evidência e perceba que quase tudo “DEPENDE”!

Baixe o Ultrageek no seu Android

Galaxy A 2017

SAMSUNG GALAXY A 2017

LINKS DO PROGRAMA

SIGA A REDE GEEK

Sobre o autor

A Rede Geek é um hub de conteúdo geek, com podcasts, vídeos, blog, produtos e serviços feitos especialmente para a galera que é apaixonada por tecnologia! Siga a gente nas redes sociais e fique ligado de tudo que rola por aqui! ;D #RAULLL

  • UPeralta

    PQP EU FUI BATIZADO BROTHER!
    Nossa, quando falaram meu nome eu nem acreditei, achei que tinha ouvido errado saiuhasuiahsiuash
    E ainda fui batizado como um dos meus personagens favoritos de uma das minhas séries favoritas, brother! <3
    Caras, valeu MESMO! A minha semana tinha começado uma merda foda aí veio isso e, nossa, nem sei o que dizer saiuhsaiuhs
    E eu ia mandar outro e-mail de batismo, pq eu achei que esse tava uma merda e nunca ia ser lido HAHAHA
    Alias: O meu nome é Ulisses Jose Peralta dos Santos (achei que tivesse mandado no e-mail)

    Muito obrigado caras. Forte abraço do Ted Mosby da cavalaria!
    #RAULLL

    • Leo Castoldi (Han Solo)

      Raulll. Bem vindo. Batismo massa para carai. Nome foda mesmo!

  • Gustavo Quintão

    RaULLL
    Direito Digital é algo que tem me interessado muito nos últimos tempos. Com o planejamento pra lançar um aplicativo ainda esse ano estou buscando meios de me proteger e evitar possíveis tretas. No curso de computação da UFOP nós temos uma cadeira obrigatória de direito da informática, que dá uma base até bem legalzinha. Pelo menos alguma base geral.

    O peralta ai embaixo pode esclarecer melhor, mas quanto ao fato de ele ficar sozinho de janeiro a março acredito que é devido a dignissima companheira dele voltar para a casa da família durante as férias. Enquanto eu namorava isso acontecia muito comigo, eu preso em ouro preto por causa do trabalho e a ex ia pra casa nas férias com frequência.

    • UPeralta

      Exatamente isso HAHAHA eu ia explicar no e-mail, mas esqueci. E depois no meu comentário, mas esqueci de novo asiuhasuiashiasuh

      Sobre o lance do direito digital: Pqp, que foda essa matéria :O Aqui na minha faculdade não tem nada nem próximo disso. Acho que eu vou dar como sugestão pra coordenadora de curso

      • Gustavo Quintão

        A ultima mudança de grade aqui foi bem interessante. Adicionaram as cadeiras de Direito da informatica e Informatica e sociedade que dão um contexto mais humano a computação e uma cadeira de empreendedorismo tbm, para dar uma base pra quem quer seguir pelos caminhos do negócio próprio.

  • Leo Castoldi (Han Solo)

    Raull marechais, Beleeeza?
    Essa série de episódio de direito Digital, vai ser excelente, digo a série, pois esse episódio já arrebentou e ficou aquele gostinho de quero mais.
    Falem sobre uso de músicas e direito de imagens em podcast e vídeos no YouTube. Geração de conteúdo.
    Abraços e que venham os próximos.
    Raull.

  • Juliana Bárbara

    RAULLL, Cavalaria!
    Super apoiado a ideia da série sobre direito digital!

    Mas vim hoje só pra palpitar sobre as regras de uso e direitos de privacidade da porra toda da internet. O texto deveria vir em PowerPoint, com letras grandes devidamente em contraste com o fundo colorido. Cada cláusula, devidamente ilustrada com memes e animais fofinhos e a opção de ouvir o texto com a voz do Cid Moreira.

    Pensa se o mundo digital não seria outro. Rsrs
    Beijão procês

    Princesa Léia

  • Ótimo episódio, e muito importante para a atualidade. Como sou ouvinte assíduo de podcast, se alguém quiser saber mais sobre direito da tecnologia e segurança em geral, recomendo o podcast Segurança Legal (http://www.segurancalegal.com/). Tem um conteúdo bem interessante lá para dar continuidade ao assunto.

    Abraço
    EddieTheDrummer (PADD)

  • Highlander

    RAULLL CAVALARIA!!!

    Muito bom o episódio! Noções de direito deveria fazer parte da grade escolar desde o ensino fundamental! Só assim talvez a gente não fizesse tanta besteira e também não deixaríamos tanta gente nos enganar.

    Apoio totalmente a ideia de uma série sobre o assunto, ou talvez um programa de menor duração toda semana ou quinzena, enfim, a ver… Mas mesmo que não saia mais nada desse conteúdo o principal já foi dito: DEPENDE!!! Afinal, cada caso é um caso!!!

    RAULLL!!!

  • Maria Isabele Albuquerque

    Alguém sabe qual a série ou filme que é reproduzido durante o podcast???

    • Luiz Felipe Muniz Nascimento

      preciso muito saber também rs

      • Maria Isabele Albuquerque

        Obrigada 🙂

  • André Miola Bueno

    quero mais podcasts sobre direito digital
    quero tbm mais tempo para poder fazer comentários decentes nos podcasts q gosto….

  • Dom Moreira Neto

    RAULLL, Marechais.
    RAULLL, Cavalaria.

    Bom, aqui é p PAUL VITTI da CavGeek. Eu sou advogado também, e tenho alguma atuação na área de direito e tecnologia.

    Como um episódio feito para gente que não é da área, alguns detalhes não mereceriam ser debatidos mais a fundo, e, sob essa perspectiva achei realmente muito interessante esse episódio, com destaque pros convidados, que entendem realmente bastante da coisa.

    Cabe, entretanto, algumas observações, a meu ver:
    1) Primeiro, o nome da área, “direito digital” não é unanimidade, e isso é indicativo de que os conhecimentos do ramo também não são tão estáveis, tanto é que alguns chamam de direito digital, outros de direito de informática e outros de direito de alta tecnologia. Penso que direito digital é a mais didática, mas, também, a menos exata das terminologias, entretanto, é a expressão que uso também.

    2) Muito se discute sobre questões “novas” do direito e clamam a necessidade de especialistas e tudo mais. Isso é verdade para alguns casos, mas, para outros não, pois o que se tem com o advento da internet, sua propagação e o início da “era digital” na qual vivemos hoje na verdade trouxe mais MEIOS de se fazer as mesmas coisas de antes do que NOVAS atividades em si, ou seja, antes você era tinha o cartão clonado no “chupa-cabra” instalado no caixa eletrônico, hoje você tem seu cartão clonado. Parecem coisas diferentes, mas é a mesma, FRAUDE e CLONAGEM de dados, a diferença é a forma como foram cometidos os ilícitos e a forma como lidar com isso. Entendam, há sim necessidade de atuação de quem entenda do que está fazendo, mas para ambas as situações as soluções são muito parecidas, sendo certo dizer que o advogado que tenha mais facilidade com as novas tecnologias terá mais facilidade em atuar quando tiver que usar delas, mas não necessariamente será um “expert”.

    3) Em relação ao UBER, gostaria de ter um tempo para conversar com vocês um dia sobre esse assunto. Não é nada, mas nada simples mesmo, e de cara eu afirmo, o UBER se vale de sua “cara” de inovador e amigo do consumidor para cometer algumas ilegalidades SIM. Pra começo de conversa ele atua sem recolhimento de tributo algum, ou pelo menos fazia isso até um tempo atrás.
    Já em relação ao vínculo jurídico entre motoristas e empresa, há muito espaço para discussão e a breve fundamentação apresentada no episódio, além de não ser unânime, não é totalmente correta. Além disso, acho que faltou mencionar que o UBER já foi condenado na INGLATERRA a registrar seus motoristas como empregados, isso perto de agosto ou setembro do ano passado, sendo que somente depois disso houve as primeiras decisões no mesmo sentido no Brasil. Afirmar que o app e a emrpesa sejam inovadores é bem certo, agora, que eles não cometam nenhuma ilicitude em relação a seus motoristas? Será mesmo? Que a justiça decida, então!

    Caso um dia precisem de gente pra dar uns 20 centavos de opinião jurídica, contem comigo tamém, vocês tem meus contatos!

    E é isso seus lindos da Cavalaria Geek, Dom Moreira, Paul Vitti da Cavalaria, se despedindo!

    RAULLL

    PS4: Puta console!