Ultrageek 270 – Vida adulta

Ultrageek 270 – Vida adulta

RAULLL CAVALARIA GEEK!

No Ultrageek dessa semana vamos falar sobre algo inevitável (para a maioria de nós), vamos te preparar para a… Vida adulta! Se você já entrou nessa fase, sabe do que estamos falando. Se ainda não chegou aqui, se prepara, porque a jornada é complicada!!!

Convidados formados pela vida:
– Ricardo Terrazo Jr., o Duque da Mooca (Canal Masculino)
– Barbara Duarte (Bazar Pop)

Nesse episódio: Sinta-se adulto, vá para a cadeia, fuja do SERASA, poupe 30% do seu salário, reprove sem repetir de ano, passe fluor, vire o MacGyver, ande com a caderneta, deseje uma educação financeira, aprenda a dizer não e fuja da bolha!

#StrikeAedes

#STRIKEAEDES

 

Baixe o Ultrageek no seu Android

LINKS DO PROGRAMA

SIGA A REDE GEEK

Sobre o autor

A Rede Geek é um hub de conteúdo geek, com podcasts, vídeos, blog, produtos e serviços feitos especialmente para a galera que é apaixonada por tecnologia! Siga a gente nas redes sociais e fique ligado de tudo que rola por aqui! ;D #RAULLL

  • Felipe Pereira

    Os Ultrageek que tem a Barbara e o Ricardo são os melhores (e os mais bagaceira)!

  • Juliana Bárbara

    Coisalindadedeos o Tato cheio de bom senso mediando o fervor sangue no zóio do Prof Maury e da Bárbara contra os Peter Pans da vida real. Lindo, lindo. Mas sou total Team Maury/Bárbara!!! Hahahahaha! Super menosprezo.

    Acho que a vida adulta chega em pequenas prestações e, ao contrário do financiamento da minha casa, vai aumentado o valor a cada boleto. Mas acho que o primeiro passo pro universo adulto é a empatia com seus cuidadores e provedores.

    No mais só gostaria de acrescentar que na psicologia existem estudos que apontam que a superproteção e a negligência dos pais causam transtornos muuuuito parecidos nos filhos como insegurança, auto estima fora da realidade, dificuldade de relacionamentos sociais saudáveis, imaturidade e por aí vai.

    Ser adulto é a coisa mais legal do mundo. Só que dói na mesma proporção.

    Beijão
    Boas férias!

    Ju Bárbara

    • Chips

      Vish! Isso explica muita coisa na minha vida!
      😀

  • Petrus Augusto

    Darei um passo importante e bem grande na minha vida, agora em 2017…

    Em 2017, estarei de fato começando uma família, saindo da casa da minha mãe e alugando uma nova casa, começando uma vida com minha noiva!!

    E caramba, esse cast apareceu em um time ótimo!!! Não, não vou desistir, apenas, reforçou a minha decisão e vontade de ser ‘adulto’ de vez agora (já tenho o meu carro, comprado com o meu dinheiro, meu trabalho, e outras coisas menores, mas, não com tanta responsabilidade como vou fazer agora). Confesso que isso me deixa nervoso, medo de fracassar e decepcionar a quem eu amo, mas, acredito que isso seja algo normal com todo mundo!! Acredito que o que difere do ‘adulto’ da ‘criança’, é a coragem e a vontade de passar por cima do medo e dar o seu melhor para assim, realizar as vontades/sonhos.

    Não sou de comentar, mas, nesse eu senti vontade!! Ótimo cast, e mais um bom trabalho de vocês. Um forte abraço,

    Petrus A. 29 anos, programador, Recife-PE.

  • Kabrok ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

    O esquema do Banco é facilmente driblável

    • Se refere as taxas? Se sim, eu concordo, eu uso itaú, mas a minha conta é iconta, pago nada.

      • Kabrok ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

        Isso mesmo. Eu uso Banco do Brasil, mas só com o pacote básico de serviços.

        Em breve, assim que conseguir escolher um banco melhor, mudarei de banco.

        • Aqui no RJ tem Itaú em cada esquina, então é ótimo pra mim, fora que posso sacar sem cartão, além de que todo o serviço que não preciso interagir com gente pessoalmente é gratuito.

  • Beatriz Santos

    O quinteto, mais conhecido como “Party of Five”, primeira série de TV a cabo que assisti. Amava/era!!! <3
    Me reconhecendo em vários momentos, mas principalmente no "quero sair da casa dos meus pais, quero casar, mas meu $ só dá pra pagar o cartão de crédito, passagem de busão e alguns livros!" Hahahahah
    E queria dizer que tem gente da minha família, que tbm não posso citar nomes, que vive sozinho, se diz independente, mas qualquer problema vai correndo ligar pra mamãe…Então nem pagando as próprias contas (e vivendo de favor na casa dos tios, mas insistindo que a casa é sua) é sempre sinal de ser e se comportar como adulto…rs

    #RAULLL

  • Beatriz Santos

    RAULLL, marechais do meu <3

    O quinteto, mais conhecido como "Party of Five", primeira série de TV a cabo que assisti. Amava/era!!! <3
    Me reconhecendo em vários momentos, mas principalmente no "quero sair da casa dos meus pais, quero casar, mas meu $ só dá pra pagar o cartão de crédito, passagem de busão e alguns livros!" Hahahahah
    E queria dizer que tem gente da minha família, que tbm não posso citar nomes, que vive sozinho, se diz independente, mas qualquer problema vai correndo ligar pra mamãe…Então nem pagando as próprias contas (e vivendo de favor na casa dos tios, mas insistindo que a casa é sua) é sempre sinal de ser e se comportar como adulto…rs

    #RAULLL

  • Eu sou meio-adulto, digamos assim, rs.

    Trabalho de carteira assinada desde os 17 (tenho 21 hoje), e sempre ajudei em casa, tanto financeiramente (hoje dou 25% do meu salário para ajudar nas despesas, como internet, telefone, comida…), como arrumando a casa, lavando louça, não me considero independente, pois ainda moro com minha mãe, mas também não sou agarrado a ela, pois pago a manutenção do aparelho, óculos, marco minhas consultas, compro minhas roupas/sapatos, vou atrás dos meus cursos e trabalhos, hoje minha mãe não me ajuda em exatamente nada.

    • Juliana Bárbara

      Na minha humilde opinião, você já é mais adulto que muuuita gente adulta por aí. Morar com a mãe, no seu caso, é um privilégio. Aproveite!

  • Anselmo Pilet

    Perdi uma mina sexta passada pq não podia entrar numa festa. Eu tinha que trabalhar sábado de manhã e tava com a grana contada pra comprar comida pra mim e pro meu amigo e pra pagar a conta da net, um brinde à vida adulta 😭🍷

  • Leonardo Castoldi

    Raulll( agora do jeito certo)
    Excelente conteúdo falando dos percalços dá vida adulta, mas o que me chamou a atenção era o Prof. Maury a milhão e o Tato, tendo que segurar as pontas. Qual o motivo dá empolgação, prof Maury, férias?
    Abraços até o próximo.

  • Kenji oshima

    Gostei muito

  • Acredito que a “migração para a vida adulta” para mim foi tranquila porque foi gradual. Ainda quando morava com meus pais, eu já pagava algumas contas próprias, já tinha uma ótima educação financeira (planilha e apps) e já tinha a experiência de ficar sozinho em casa quando meus pais viajavam e eu não tinha como ir junto por causa do trabalho. Também ajudou o fato que sai de casa quando casei, então entrei em um apartamento novo com uma companheira. De qualquer forma, sempre aprendemos mais com a “experiência”, então passamos a valorizar mais nossas coisas e descobrimos como a conta do mercado pode fazer parte de uma boa parcela das despesas.

    Abraço
    EddieTheDrummer (PADD)

  • Juliana Santiago

    Senti que fiquei adulta quando fiz a minha primeira declaração de imposto de renda.
    Quando vi o quanto eu ganhava por ano, me perguntei pra onde ia aquela “grana toda” e não era pra games, doces e livros.
    :'(

  • Willian Rochadel

    Melhor definição: “Acordei, fudeu, depende só de mim” aos 11m20s

  • PauloAlbq

    Adorei a vírgula do programa! É de algum canal do Yt? A menina é muito engraçada!