Ultrageek 238 – Internet justa

Ultrageek 238 – Internet justa

RAULLL CAVALARIA GEEK!

No Ultragreek dessa semana o assunto é sério, vamos falar sobre Internet justa, limite de franquia para internet fixa e práticas de mercado das Telecoms! Quanto de internet você consome por mês? A Anatel está aí para proteger a gente? Isso está acontecendo por  um problema estrutural? Qual o tamanho da merda? Ouça esse episódio para entendar a situação atual da internet brasileira e a verdadeira intenção das Telecoms.

Convidado sem limites:
– Wagner Wakka, O Informante da Cavalaria Geek (Player 2)

Nesse episódio: Entenda como funciona um cartel, descubra quem sai prejudicado com a implementação de franquia e limites na banda larga fixa, assuste-se com o traffic shaping, pergunte-se sobre quem a Anatel protege de verdade, pesquise o limite da estrutura, compre um refrigerante 2L e finja que temos uma internet justa!

Cavalaria Geek

  1. LINKS DO PROGRAMA
  2. Ultrageek 202 – Internet das Coisas
  3. Proteste.org – Não ao bloqueio da internet fixa

Sobre o autor

A Rede Geek é um hub de conteúdo geek, com podcasts, vídeos, blog, produtos e serviços feitos especialmente para a galera que é apaixonada por tecnologia! Siga a gente nas redes sociais e fique ligado de tudo que rola por aqui! ;D #RAULLL

  • Baladeiro anciao

    Baixando  enquanto não limitam a minha internet….
    abraços
    do Baladeiro Ancião da  Cavalaria Geek  (ocupado, por culpa da Dilma, mas presente sempre)

  • Denis Alves

    Vou deixar meus dois centavos aqui.
    Franquia de Internet sempre foi um assunto de negócios e não de infraestrutura, vide que a Comcast (provedora americana) já disse isso.
    O futuro é transmissão de dados sem limites, isso não há dúvida, mesmo que demore anos pra ser assim. O problema é que as operadoras não percebem que deveriam investir em pacotes de dados e pararem de investir em um modelo antigo de voz/sms/tv a cabo.
    Infraestrutura é um problema sim, mas não acho que seja o caso atualmente, até porque investir e melhorar a infraestrutura é o mínimo que qualquer operadora deveria fazer. Isso se chama acompanhar o mercado e a demanda.
    Infelizmente essas empresas possuem pessoas de alto escalão que claramente não sabem como internet funciona e preferem continuar com modelos de serviço antigos pois dá mais dinheiro do que investir em tecnologia nova.
    A concorrência com outras operadoras, mesmo que menores ajuda também. Pra mim, a empresa que perceber que o futuro é vender dados e tirar proveito disso será a campeã. Mas é claro, de nada adianta se os clientes aceitarem esses serviços defasados de hoje em dia, pois as teles se sentirão acomodadas e nada farão a respeito.
    Até a próxima.

  • O convidado aí se enrolou e misturou laranjas com bananas na hora de fazer a conta da velocidade (medida em BITS por segundo) com a da franquia (BYTES por segundo). Mas, por incrível que pareça, ele fez a conta perto do real. Quem estuda algo de TI deve saber que 8 bits = 1 byte… MAAAAAAASSS o protocolo TCP/IP que utilizamos contém um pouco de metadados sobre os dados úteis, o que, na média, faz com que  10bits de rede CRU = 1 byte útil. LOOOOOGO, quem tem conexão contratada de 100MB/s consegue baixar no máximo entre 10 e 11,5 MEGABYTES/segundo. Isso é a banda MÁXIMA, não a mínima que as teles devem garantir por lei, que era 10% da conexão nos piores, ou algo entre 1 e 1,15 MEGABYTE/segundo. O que essa garantia por lei quer dizer? Como a banda real é compartilhada entre todos os usuários de uma mesma região, se 100% deles tentarem usar a internet ao máximo ao mesmo tempo, as teles deveriam garantir pelo menos 10% da banda de cada um, nesses momentos de pico. LOGO, elas devem dimensionar a disponibilidade de velocidades máximas e/ou links chegando na região de forma a garantir isso. O problema é que elas parecem estar fazendo ‘overbooking’ de rede, colocando mais gente ali embaixo do que ela é capaz de garantir legalmente em momentos de pico. DAÍ entram as limitações de franquia: com limitação as pessoas passam a tentar fazer usos mais racionais, preocupados em não estourar. E se não se preocupam, navegam bem por alguns dias até que tudo para (ou fica na velocidade mínima) até o mês virar.

    Em tempo, é uma puta sacanagem das operadoras. A franquia em si nem é o GRANDE problema, e sim seu baixo valor para cada plano ofertado. Se a NET aplicasse franquia aqui em casa eu sempre ficaria limitado já a partir do meio do mês, pois de acordo com meus histórico de consumo gasto cerca do DOBRO que ela me fornece. Felizmente ela não aplica aqui onde eu moro, e nunca aplicou para mim desde o dia que assinei. Mas sie que ela assim pode fazer se numa mesma região houver muitos e muitos heavy users consumando 10x ou mais as suas franquias. E o idiota lá da Anatel ficou comparando com países de “primeiro mundo”, sendo que faltou apontar que enquanto aqui os planos de dados  TOP tem franquias de até 130GB enquanto lá nos EUA mesmo as operadoras que impõe franquia COMEÇAM em 300 ou até mesmo 500GB. Me poupe, né?

  • Presto (Vinícius)

    “Brasil: há 500 anos o país do futuro”

  • lfshad

    Haull grandes mestres da internet, é com pesar que novamente venho informar que o APP  ” PODSTORE” não está mostrando o feed de voces, nem baixando os ultimos podcasts.
    Se eu não fosse um seguidor da pagina de voces no FaceBook não saberia deste cast hoje

  • Gabriel Lacerda

    Haull magnânimos marechais desta nobre cavalaria, esta limitação de trafego de dados não é tão recente, em minha época de iniciante na area de T.I. (na epoca não formado mas já fazia concertos nos pcs dos vizinhos), me lembro quando chegou a  internet ADSL na minha cidade e nesta epoca ja se falava na famigerada pratica do “TRAFIC Chapping”  onde as operadoras reduziam a velocidade de certas portas de transmição P2P limitando o uso de programas como Emule e Lime fazendo com que a gente tivesse que recorrer a sites como abusar.org pra aprender a burlar estes sistemas.

  • CaetanoRcf

    profmaury fazer milhares de requerimentos na live Tim pra aumentar a área de atendimento deles

  • Carlos__Bianchi

    Olha só, parece que está dando resultado o povo não ter aceitado quieto…
    https://www.youtube.com/watch?v=Ge2uBK6OHH8

  • WagnerWakkaAlves

    Marcio Neves Marcio, joia querido? A ideia de não utilizar o Bites e Bytes era basicamente facilitar a minha conta dividindo por 10 e não por 8. Mas você tem toda a razão em atentar para essas mudanças.
    Valeu!!!!

  • Caçadora Demônios Interdimensionais

    Me pergunto pra quanto vai o Ultrageek usar no Wecast? Se bem q como não haverá banda pra subir as imagens, não vai dar problema.

    Falo como cliente net q não é bloqueada, mas não tenho um uso hard. Neste mês inclusive estou com séries, podcasts, maratonas netflix, tudo atrasado e minha franquia de 80gb está em 115,33 gb tudo por culta das atualizações do windows 10. Isso significa que nem deixar o software original trabalhar como é devido não poderei mais??? morri

    e pra constar, só hj foram 2gb e eu nem cheguei mto perto do meu pc, talvez tenha ficado nele uns 20 min o resto foi só celular. E nem baixei os podcasts de sexta.

    A vida consome mta banda, não tem como limitar tão por baixo.

    Meu pai mora na California (quer endereço Tato?? kkkkk) e usa o celular na maior parte das vezes, porém ele tem um plano que não faz com q ele sinta falta de internet em casa. Paga 200 dolares por um plano familiar em dois aparelho e usa tudo o mês todo, com direito a muuuuuitos vídeos e fotos no FB e wpp, sem contar as ligações via wpp pra toda familia.
    Acho q se é pra tomar algo por base, podemos começar com ter um serviço decente…

    A proteste é um entidade maravilhosa, lembro das primeiras revistas que assinei deles em 98. Eles fazem testes mensais sobre qualquer coisa e vão brigar com as empresas. Procurem as revistas pra assinar, também é um meio de ajudá-los

  • rodrigoSetimo

    TatoTarcan adorei esse programa.

  • lfshad Não conheço o Podstore, mas o feed está ok… Qual endereço vc cadastrou lá? =) #RAULLL

  • MrBlacko

    Vcs comentaram que as empresas só entregam 10% da internet contratada, mas esse é um erro comum. Todos os planos são vendidos em Mbps (MegaBITS por segundo) não MBps (MegaBYTES por segundo). Por isso a aparente diminuição na velocidade, vc pensa que está contratando 10 Megabytes mas na vdd está contratando 10 Megabits.
    http://www.tecmundo.com.br/banda-larga/32749-megabit-x-megabyte-qual-a-real-velocidade-da-minha-conexao-.htm

  • Fala MrBlacko, tudo beleza? Então… Na verdade depende do seu contrato. Por regulamentação, a Anatel exigia que as operadoras entregassem pelo menos 10% da velocidade prometida em contrato. Hoje, se não me engano, é 30%… Ou seja, se você receber menos da metade da velocidade prometida, está tudo de acordo com a norma nacional.

  • Marcelo Daros

    Fala marechais! RAULLL

    Então, falando um pouco da área que atuo, Pós Produção Audiovisual, esse limite de franquia pode ferrar nossa vida, mesmo!!

    Hoje, 90% das canais de televisão tem sua entrega final em arquivos digitais (finalmente!) e lógico a maneira mais fácil de fazer essa entrega é enviando pela internet. O problema é, a master de um episódio de um programa de 25 min gira em torno de 15 GB. Normalmente são 13 episódios por temporada, um total de 195 GB.

    Já realizei um trabalho também em que tinhamos que subir para um servidor o material diário da filmagem de um longa. Ou seja, por dia tínhamos que subir em torno de 130 GB. Por mês foram mais ou menos 24 diárias, ou seja, 3120 GB, 3 TB de material que tínhamos que enviar pela internet.

    Resumindo, a galera de audiovisual usa internet de forma MUITO intensa. O limite de franquia pode representar um retrocesso e um aumento de gastos considerável para quem trabalha com isso… Tipo de deixar de contratar uma pessoa para ter que pagar um plano de internet extremamente caro…

  • toadgeek
  • lokito877

    Raul marechais
    Só mais uma observação com relação a limitação da internet, apesar de nos países de primeiro mundo possuírem um limite de franquia, realmente. Ao mesmo tempo, esse limite de franquia se deve a quantidade extremamente superiores de dados com que eles lidam, em NYC por exemplo, o plano basico de internet é de 25 megas de download e upload, se você olha pro brasil onde o plano mais comum de internet é de 2 megas, você entende que não faz sentido nenhum essa conta, então esse argumento de que a internet chegou no seu limite, que as teles estão tentando fazer agente engolir não passa de pura balela, o cabeamento comum já consegue abastecer a demanda do mercado, e com a chegada do cabeamento de fibra ótica esse argumento só perde mais força, se fosse oferecido planos tão bons quanto são oferecidos lá fora, okay, estáriamos muito bem obrigado, acontece marechais, que enquanto lá eles tem acesso a internet de 150, 200 mbps por menos de 60 dolares, aqui agente num tem nem um terço desse serviço pelo dobro do preço, querem impor franquias de internet? Okay, mas junto tragam os planos caralhudos de 150 200 mps por 200 mangos que eles oferecem lá fora, que fica tudo sussa, do contrario, deixa como tá que pelo menos agente dá um jeito, muda de estado, vai no starbucks do shopping pra baixar uns porn em hd…

  • TatoTarcan

    toadgeek Tecnoblog =P

  • sanmyo

    Não encontrei o link para a consulta pública no site do senado. Alguém sabe se ainda tem por lá? Se poderem postar o link direto, agradeço

  • TioXikoO

    RedeGeek claro que as empresas de telecomunicações :/

  • DavidBalotin

    “O garçom, faz favor, embala essa treta pra viagem que eu quero acompanhar mais tarde!”

  • TioXikoO

    TatoTarcan fogo na Babilônia, digo, nos armários das empresas

  • Gabriel Lacerda

    Tato Tarcan lfshad dei CTRL C e CTRL V no podStore com feed do site, sempre funcionou mas recentemente bugou

  • Canal É TRETA

    Vídeo de humor sobre essa babaquice do limite na internet fixa.

    Confere ae! Se curtir, se inscreve no canal pra fortalecer.

    Badauê #4 – LIMITE DE DADOS DA INTERNET FIXA – A Internet do Futuro Volta pro Passado

    Link do Vídeo —> http://www.youtube.com/watch?v=Md5ZuE8mTEw