Ultrageek 197 – Produtos falsificados

Ultrageek 197 – Produtos falsificados

RAULLL CAVALARIA GEEK!

No Ultrageek dessa semana vamos falar de produtos falsificados, réplicas, cópias, segunda linha e toda diversidade de contrabando e linhas alternativas. Será que isso pega os geek também? Você sabe diferenciar um original de um falsificado? Você compraria um produto “alternativo”?

Um dos dois convidados foi importado do Paraguai:
– Ricardo Terrazo Jr., o Duque da Mooca (Canal Masculino)
– Barbara Duarte (Bazar Pop)

Nesse episódio: Finalmente entenda a diferença entre produtos falsificados, réplicas e cópias! Conheça o tiozinho que quer passar a perna no sistema, ganhe um Pollystation, configure seu novo Mapple, aprenda a segurar o look, tome um leite estranho e fuja da segunda linha!!!

  1. SIGA A GENTE NAS REDES SOCIAIS
  2. Curta a nossa página no Facebook!
  3. Rede Geek no Twitter
  4. Rede Geek no Google Plus
  5. Rede Geek no Instagram
  6. Rede Geek no YouTube

Sobre o autor

A Rede Geek é um hub de conteúdo geek, com podcasts, vídeos, blog, produtos e serviços feitos especialmente para a galera que é apaixonada por tecnologia! Siga a gente nas redes sociais e fique ligado de tudo que rola por aqui! ;D #RAULLL

  • EzequiasCampos1

    Alguém ai está confundido comunismo com franciscanismo. Feio.

  • danielconte

    Pow quando vivia na pendura preferia um allstar original do que um adidas piratão

  • Alquimista Daltonico

    Bom que trouxeram uma ESPECIALISTA que explicou a diferença toda. Mas ACHO que não é especialista de verdade…

  • EzequiasCampos1 É sempre bom zuar o Maury! Mesmo quando não temos argumentos! =P

  • Tiago Pedrosa

    sdds os mp20 da vida

  • Eduardo Escobar

    RAULLL marechais!
    Ouvindo aqui do meu Hiphone percebi que o Tato tá cada vez mais mooqueiro
    E quando a Barbara participa, o podcast não precisa nem de título, a gente já sabe o assunto rsrsrs

  • Rodrigo- O Rocco da Cavalaria Geek

    Não sabia que a vinheta do jornal fe SP era igual a daqui de Manaus o.O

  • A Vinheta é igual no Brasil todo, eu acho! Rodrigo- O Rocco da Cavalaria Geek

  • Outro exemplo foda do quanto a Motorola está se esforçando pra se tornar uma marca adorada no Brasil. Comprei um Moto E pro NerdMaster jr e deu problema. Levei a uma autorizada e eles me pediram 7 dias pra resolver. Levaram 30 dias, MAS ao invés de me devolverem o celular consertado a Motorola entrou em contato comigo e me enviou um Moto E NOVINHO EM FOLHA!

    Pra mim, essa atitude me devolveu o respeito para com a marca!

    #RAULLL

  • QUE ATIRE A PRIMEIRA PEDRA PIXELADA O CIDADÃO DE BEM QUE NA ÉPOCA DO NINTENDINHO, DO SUPER NINTENDO E DO PLAYSTATION QUE NUNCA COMPROU JOGOS PIRATAS!! EU DESAFIO!!!

  • Hoje sou um satisfeito usuário de um X-Box 360 e tenho pra mais de 40 jogos instalados no HD dele sendo que 90% deles foram me dados “De grátis” pelo sistema da conta Gold do X-Box Live. E olha que havia a possibilidade de eu “Desbloquear” o X-Box para poder jogar jogos piratas, mas nesses nossos novos tempos de internet banda larga e promoções na Steam e na Live é uma IMBECILIDADE destravar seu videogame original!

  • Eu vivi numa época (sim, sou velho a esse ponto) em que nós, brasileiros, não tínhamos opção de comprar produtos oficiais/originais pois eles NÃO CHEGAVAM ao Brasil, devido a politica das décadas de 70/80 que impediam que produtos tecnológicos importados pudessem ser vendidos no Brasil…

  • BEM VINDA MULHER ELÁSTICO!!! (mas Tato e Maury, a personagem se chama Mulher ElásticA) #RAULLL

  • rodrigoSetimo

    TatoTarcan canalmasculino bazarpop não consigo assinar o feed do papo h

  • IraCroft

    RAULLLLLLLLLLLLLLLLL Cavalaria!
    O que dizer desse programa que já e vivi muitas vezes? 
    Pow, gente, não serei hipócrita aqui e dizer que NUNCA comprei nada falsificado e VOCÊS também, explico o porquê.
    Além do básico que conhecemos perfumes, óculos, roupas e bolsas – que sim não aconselho adquirir – temos também muitas coisinhas do dia a dia que passam por verdadeiros mas nem sempre são, como utensílios de casa e escritório. Pois é, sabe aquele potinho de colocar comida na geladeira, de levar marmita para a agência, de levar lanchinho da casa da mãe? A grande maioria são réplicas da famosa marca Tupperware. Claro que ninguém está proibido de fabricar produtos de plásticos, mas quando você fala “tapauér” ai você está copiando, neh. rrsrrsrs E nem vou entrar no mérito games, filmes, séries que a gente NÃO COMPRA mas de uma forma ou outra consome.
    Beijo enorme! Até o próximo.

  • TatoTarcan

    rodrigoSetimo canalmasculino bazarpop Em qual app vc está tentando?

  • rodrigoSetimo

    TatoTarcan canalmasculino bazarpop podcast addict

  • canalmasculino

    rodrigoSetimo TatoTarcan baixei o app e testei, funcionou corretamente, mas ele mostra feed completo, tem que clicar no link do podcast

  • rodrigoSetimo

    canalmasculino TatoTarcan no meu não atualiza. http://twitter.com/rodrigoSetimo/status/605798337581711361/photo/1

  • canalmasculino

    rodrigoSetimo TatoTarcan mas vc já havia baixado outros episódios nossos?

  • rodrigoSetimo

    canalmasculino TatoTarcan ainda não. Já tinha procurado pelo app mas n achava. Agora entrei no site p assinar o feed e deu nisso.

  • rodrigoSetimo

    canalmasculino TatoTarcan consegui baixar pelo app do chrome mas pelo podcast addict não consigo

  • rodrigoSetimo

    canalmasculino TatoTarcan consegui O/

  • canalmasculino

    rodrigoSetimo TatoTarcan o/

  • Hera Venenosa

    Raaaauuul lindos ♥
    O que é engraçado de quem compra e usa produto falsificado é quando eles tentam convencer os outros de que é original sendo que está visível que não é. E quando uma pessoa (como foi dito no podcast) entra num metrô ou ônibus com uma bolsa que custaria uns 2 mil reais e acha que todo mundo acredita que é original. Mas onde se paga 2 mil reais numa bolsa e continua andando de ônibus? kkkkk

    Como sempre ótimo podcast e me fez pensar nas diferenças entre os termas “réplica, falsificado, pirata” nunca havia pensando nisso.

    ps: lindo vocês! 

    Beijos!

  • Nada a ver com o cast.
    Só passando aqui pra agradecer a dica de vocês na live do Dia do Consumidor. Como disseram, fui paciente, esperei maio~junho, e consegui comprar meu lindo Moto G 16 GB por um preço mais em conta. 😉

  • Vanguard “O Estivador da Cavalaria Geek”

    vamos a mais uma linda histório do tio @Vanguard “O Estivador”!
    Esta eu em um belo final de tarde depois de receber meu pagamento do mês junto com 2 companheiros de oficio (meu tão citado trampo como entregador de malas), estavamos nos dirigindo ao Metro republica pela Barão de Itapetininga em SP quando do nada me aparece um sacoleiro, ele se aproximou de nós e falou “Ae! Acabei de guentar um Ipod ali no shopping tão afim de comprar?”. Eu com minha vasta sabedoria de “isso vai dar treta” falei logo que não queria mas um de meus camaradas se interessou e conseguiu comprar pela bagatela de 100 Dilmas, logo que ele trouxe eu falei “Deixa eu ver essa droga”, quando peguei estranhei 2 coisas, o peso e o fato de na caixa estar escrito “Rádio AM/FM” e logo falei “Cara! Isso não é um IPod não!” então vi o terror nos olhos de meu companheiro e o terror se transformando em ódio quando ele abriu a embalagem e viu que o IPod dele tinha entrada para PILHAS. Depois disso ele foi procurar o cara mas nunca mais o vimos.

    Coisa parecida aconteceu também no viaduto do chá, nessa época eu trampava em uma gráfica e um monte de gente do meu trampo comprou celulares de um sacoleiro para depois descobrir que eram radinhos de pilha!

  • danielconte

    danielconte e agora percebi que meus tênis não eram licenciados :/

  • O Highlander

    RAULLL CAVALARIA!!
    Falsificação do Paraguai é coisa de amadores. Falsificação profissa mesmo é isso aqui:
    Ovo falsificado: http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/tag/ovo-falsificado/
    Carne falsificada: http://veja.abril.com.br/noticia/economia/china-descobre-quadrilha-que-vendia-carne-de-rato-e-raposa-como-carne-bovina/

  • Ghustavus

    Raulll cavalaria!
    Episódio muito bom! Tive uma crise de riso com o Beats by Drauzio. Quando eu era novo era o rei no camelô! Eu tinha 11/12 anos e não tinha como ter jogos originais no Super Nintendo. Era o Mario original e todos os outros piratas rss. 

    Sobre o lance da segunda linha outro dia eu tava vendo um comentário de um importador de peças automotivas da china. Ele explicando que pra primeira linha a fabrica ajustava a broca que fazia os furos na peça a cada 200 peças e trocava a cada 2 mil, pra segunda linha ajustava a cada 1000 peças e trocava a cada 10000. E pra terceira linha nem ajustar ajustava, só trocava a cada 10000. Ou seja, as chances de pegar um produto feito por uma maquina toda desregulada que não vai dar ajuste nenhum é inversamente proporcional a grana que vc paga pela peça.

    P.S.: Foi estranho descobrir que o All Star que você aparece em metade das fotos de infância é falso. Acho que nem meus pais sabem disso rss

  • Muito bom o programa!

    Não lembro da última vez que eu comprei um produto falsificado ou de segunda mão.
    Galerinha, já viram isso aqu? 
    http://lexcast.in/podcast/replica-ao-ultrageek-197/

    Valeu pessoal, me diverti muito com o programa, os convidados ilustraram bastante o programa, pra resumir esse episódio ficou LINDOR!!!!

  • GeekGangsterMx

    Rede_Geek thanks for sharing Rede_Geek, have a great Thursday 🙂 (insight by http://commun.it)

  • O Ferreiro

    Ótimo ultrageek como sempre ,seria legal marcar um encontro durante a final do campeonato brasileiro de league of legends nos primeiros dias de agosto (data exata a confirmar)

    peitões: http://goo.gl/20evl2

  • James, O Grande Dragão Grande

    Vou deixar esse vídeo aqui ó, sem nenhum motivo especial…  https://www.youtube.com/watch?v=l7WXdsGzM-k

  • MatheusEduardo28

    RauLLL Marechais, conheci vocês pelo “pograma” Café Brasil episódio 180 – O limite do humor e já estou fazendo a maratona. Finalmente encontrei um Podcast que é mais a minha cara. Acompanho muitos outros (Nerdcast, MRG, Café Brasil, Radiofobia, SciCast, Troca o Disco, Escriba Café… Uma caralhada de Podcast) mas nunca tinha “ouvisto” um que me identifiquei tanto. Vocês são justamente a galera do fundão, os transantes da turma.

    Estou ouvindo randomicamente os programas e uma coincidência incrível bicho (Luciano Huck) aconteceu, eu tinha acabo de ouvir o episódio 163 – Muambas do Paraguai quando de repente vocês publicam esse de Produtos Falsificados, foi praticamente um episódio expandido na minha cabeça já que ouvi em sequência.

    Por enquanto, sou apenas um recruta limpador de botas ainda, mas logo estarei enviando meu pedido de batismo, que com certeza será Épico!

    Isso é tudo pessoal e que a força esteja com vocês! RauLLL! (Sim, já tô ligado que os paranauê das saudação é com 3 L)

    Segue o link de uma raba ruiva tomando leves castigos (http://migre.me/q9GQ0)

  • losblacksons

    TatoTarcan Original tem suporte. Palavra de um trabalhador do ramo.

  • Suerita

    profmaury réplicas

  • ChibiMartins

    RAULL Pessoal!

    Depois de trabalhar para 4 empresas chinesas, eu tenho algumas considerações a fazer:

    O padrão de qualidade na China é muito inferior aos exigidos em vários lugares do mundo, em questões de segurança, itens obrigatórios e etc. Sendo assim, devido a N fatores, eles conseguem preços mais acessíveis porque usam menos material.
    Há empresas na China que têm diferença entre o produto vendido lá e o produto exportado, justamente por esses padrões de qualidade de cada país, então há linhas de produção diferente porque uma é para exportação e outra é para o país.

    Hoje a China é, o que o Japão era nos anos 80 +/-. Não considerávamos o produto japonês bom, porque o país não investia em capital intelectual e sim em produção em massa, para haver abertura de empresas, entrada de dinheiro e aumento de empregos. Com o tempo, eles mudaram isso e passaram a desenvolver melhor, deixando de ter essa super produção em massa. O que fez com que esse trabalho “braçal” migrasse para outros países, como a China, Tailândia e etc. 🙂

    Não estou falando que falcatruas não aconteçam hahaha mas não é em toda a China. E eles têm que arranjar um jeito de dar emprego para tudo aquilo de gente. E tem produtos chineses muito bons. xD

    E agora eu quero ver toda cavalaria geek feliz com as aulas de pompoarismo e de strip-tease! =P

    Beijos grandes,
    Mística 😉

  • ciromessias

    Eu tinha dado um tempo de ouvir o UltraGeek, pois alguns dos temas que poderiam ter uma abordagem bacana, acabaram saindo por um viés um tanto quanto machista. Daí vim ver o que tava rolando e me deparo com esse episódio bacana, mas que acaba tendo um comentário debochado dos participantes sobre os “pseudocomunistas” que usam Mac, perfume e ar-condicionado. Não preciso tecer nenhuma defesa da experiência comunista fracassada pela qual passou a finada União Soviética. Mas me deixa puto da cara ouvir comentários jocosos desse tipo, sem se tocar de que a URSS foi sim responsável por grande parte do avanço científico e tecnológico no século XX. Essa galera não se interessa em saber o que foi o comunismo no passado, vai querer saber o que ele é hoje? Ledo engano meu. Ler/estudar os teóricos de um sistema alternativo ao este capitalismo no qual grande parte do mundo está inserido é trabalhoso demais. É mais legal fazer piadinhas de cunho ideológico sem ideologia alguma.

    E eu não consigo compreender o porquê dessa concepção de que comunista tem necessariamente que ser pobre, usar um computador (isso se precisar muito) montado a partir de peças encontradas no lixo e instalar Ubuntu, internet nem pensar, se vestir e comer bem então é a coisa mais cínica e demagógica que um comunista poderia fazer.
    Enfim… pode ter sido uma brincadeira só pra provocar o Maury… Mas é o tipo de piada que eu teria mais cuidado em fazer case tivesse um podcast, principalmente se o programa tiver o propósito de falar de tecnologia e não de política.
    Forte abraço, e sucesso aí.

  • EzequiasCampos1

    Por isso que o ultrageek foi para geladeira dos meus podcasts.
    Mesmo o pessoal do scicast (bem coxinha) não faz uma destas.

  • #RAULLL Marechais Geeks da Cavalaria transante, O Duque da Mocca criando tendências, depois de ” Ai que LINDORRR” temos o ” MAPPLE” hahahah. admito que me senti um retardado andando na rua e rindo sozinho. Principalmente vendo o Prof. Maury em uma saia justa, afinal todos entendemos a zoeira né? Eu infelizmente sempre fui agraciado pela minha Avó com presentes falsificados ou a ideia do mais barato, tanto com jogos ou roupas e tênis ( sim já fiz essa merda ) mas hoje em dia já é outra coisa, afinal para tudo temos uma solução boa e barata, temos a Steam que ao meu ver depois dela eu nunca mais gastei dinheiro com 1 jogo falsificado, o Spotfy me livrou do download de musicas e o Netflix bom nem preciso falar. acho que com o tempo e com valores acessíveis conseguimos boas coisas por preços justos mesmo morando no Brasil, ( nem tanto ).
    Praticamente não uso mais nada de origem duvidosa ( alguns softwares talvez ) mas evito ao máximo, e geralmente quando a parada é boa eu faço questão de retribuir ao produtor do mesmo seja para mídias digitais ou físicas.
    Abraços!