Sobre o autor

A Rede Geek é um hub de conteúdo geek, com podcasts, vídeos, blog, produtos e serviços feitos especialmente para a galera que é apaixonada por tecnologia! Siga a gente nas redes sociais e fique ligado de tudo que rola por aqui! ;D #RAULLL

  • Caramba… esse time ficou animal… o tema também em…

  • IMatheuz

    Quem disse que curso tecnico acabou ? ainda existe e muito…..

  • Thiago Spegiorin

    Eu sempre quis ser, Médico…até ver um machucado sério.

  • Vaynard

    Ótimo podcast!

    Realmente muita gente cai em TI sem saber do que se trata e forma mas nunca usa o diploma.

    Muito conteúdo e válido para quem está se decidindo!
    Parabéns!!

  • Fala cavalaria! Tudo bom?

    Ri demais com este cast! Acompanho o Aspiracast faz um bom tempo, a participação do Boris estava hilária.

    Gostei muito das dicas, concordo com vocês que a nova geração de trabalho está querendo mais o resultado do que passar por toda a experiência. Acho que é querer somente o fim sem passar pelo meio, o que até cria aquelas discussões intermináveis sobre geração Y e mercado de trabalho.

    Não trabalho diretamente com TI, por mais que tenha feito a minha pós graduação em gestão de negócios e Business Intelligence, sou mais voltado para o lado de negócios. Porém, tive contato com algumas pessoas da área de TI na pós e já estou pensando em fazer alguns cursos específicos de algumas linguagens que vão enriquecer a minha experiência como profissional (já uso muito VBA e sou um maluco em Excel, por isso sou o grafista da cavalaria! Raul!)

    É isso pessoal, continuem com ótimo cast, como sempre!

    Abraços!!! Raul, Raul!!!

  • Cello Ritholla

    O que tenho a dizer desse podcast, estava Supimpa bom demais.

    Eu acho que as escolas do ensino médio poderiam ter em sua grade curricular alguma matéria que fizesse o aluno pensar em que carreira ele quer seguir depois de se formar mostrando profissões o que elas fazem, isso faria o aluno pensar melhor e escolher uma faculdade certa e não escolher uma na pressão de que quando se acaba o ensino médio tem que se fazer uma faculdade.

    Vejo isso na minha carreira profissional, pensar que se talvez se tivesse um Et Bilu me dizendo busque conhecimento talvez não tivesse optado em fazer faculdade de Design Gráfico que fiz por pressão de ter de escolher uma faculdade logo ao sair do ensino médio, escolhi essa por gostar de desenhar, achei bacana a faculdade mas a área de empregos não deu muito certo, consegui trabalhar na área gosto de criar, mas a área de trabalho não me agradou, hoje em dia penso e mudar de área mas a escolha de outra profissão é o lado mais difícil talvez como goste de desenhar pense em alguma coisa voltada a ilustração ou preste atenção no meu pai que sempre diz para prestar Concurso Publico

    Continuem com o ótimo PodCast
    Abraços

  • Einherjer

    Excelente! Completamente desmistificador. A sólida visão de um curso superior pode simplesmente não passar de uma miragem.

  • sarupk

    Cara que INCRIVEL esse episódio do wergeeks!!!
    Parabéns, continuem com os podcasts porquê traz informações para todo mundo que ouve, muito obrigado por terem feito esse episódio, tirando as virulas sonoras que achei tosco pra caramba hauahuhua !

    Bilu ja dizia….BUSQUE CONHECIMENTO rsrs.

  • Rapaz, ainda bem que eu já estou formado e trabalhando na área por que se eu estivesse em duvida eu realmente ia ter que escutar esse podcast umas 3 ou 4 vezes pra sacar o que realmente vocês quiseram dizer…rs
    Mas contando a minha história, eu sempre fui apaixonado por tecnologia e principalmente por informática, e quando cheguei perto da época do vestibular fui correr atrás de cursos nessa área, eis que conheci o curso de Ciência da Computação, no mundo mágica da revista que eu li dizia que o Cientista da Computação(ó que nome bonito) era a pessoa que pesquisava novos meios de agilizar e melhor desempenho de “algoritmos”, algo assim, lembro que na hora eu olhei e falei, tai, lógica é uma parada bacana,algoritmos idem, vou nessa, entrei na faculdade e com o tempo fui vendo que realmente as matérias me ensinavam a “programar” e desenvolver melhor os algoritmos, espremendo os códigos para tirar todo o desempenho possível, e fiquei feliz, porém, em pouco tempo eu comecei a trabalhar na área, primeiro com programação e após isso com infra e me apaixonei pela área de servidores e redes, no final, hoje em dia só não estou atuando na área por falta de oportunidade(que eu estou batalhando hoje em dia) mas sem duvida posso dizer que eu aprendi muito mais sobre o que eu realmente precisava em um curso preparatório para certificação(no caso a LPI, que eu ainda não tirei), mas por outro lado eu só conheci o mundo Linux na faculdade, então acho que no meu caso, faculdade, certificação e experiencia profissional fizeram com que eu realmente encontrasse “minha vocação” ou “o que faz realmente o trabalha não ser trabalho”. Resumindo, basicamente eu era um daqueles que entram na faculdade sem nem saber o que quer, mas a faculdade me ajudou a encontrar a área que eu realmente gostava e ter o networking necessário para entrar no mercado de trabalho e me apaixonar por uma das áreas “de especialização” e fazer a certificação(ou o curso de…) me fez aprender o que eu realmente vou usar na área, falei, falei, falei e não falei nada né? Mas eu tentei…rs
    Curti pakas o podcast e apesar de discordar de alguns pontos acho que todos eles são mais do que válidos e vão sem duvida ajudar quem está em duvida ai, tá, ele vai ter que escutar umas duas ou três vezes mas….rs

  • MUITO bom o podcast. Acho que posso agregar um pouco mais para a discussão com um ponto de vista:
    Tenho um modo de olhar as faculdade que funciona bem na forma que as coisas acontecem hoje em dia, é não pensar nela como “Algo que você vai fazer para toda a sua vida” e sim como agregação de conhecimento. Pois lá você, com toda certeza, ganhará conhecimento sobre aquele assunto, mas achar que você sairá preparado para encarar o mercado (que é como se vendem as faculdades e cursos técnicos hoje em dia) é uma ilusão que muitos cometem e quebram a cara.
    Outro ponto para defender este tipo de escolha é a velha história de que a sociedade (principalmente no meio tecnológico) esta evoluindo em uma velocidade tão grande que os empregos de uma geração para a outra são totalmente reformulados, então é muito melhor fazer uma faculdade pelos conhecimentos que ela te dá do que pelo título que ela coloca abaixo do teu nome, já que este título pode não significar nada muito relevante num futuro próximo.
    Somado a isso também está a analise da atual e da nova geração, onde se incentiva o aprendizado misto e a o modo de pensar “multi-tarefa” e se coloca especialização contando como DESVANTAGEM, já que isso significaria muito crescimento em um só ponto enquanto todos deviam ser desenvolvidos igualmente. Particularmente, discordo um pouco desta visão, já que penso que sim, devemos ter uma ampla visão do nosso entorno e por isso defendo a seleção de curso pelo conhecimento, mas não acho que especializações e aprofundamentos contam como desvantagem e sim como diferencial.
    Obviamente estou propondo tudo isso em uma situação onde a pessoa tenha uma certa estabilidade financeira para isso. Há muitos casos onde é muito mais seguro fazer uma faculdade de respeito com emprego garantido e salario respeitável. Mas mesmo nessas condições, muitos já conseguiram se superar e pensar além do diploma.

    Obrigado pelo podcast e continuem com o excelente trabalho!

  • luix10

    aí galera, não sei se vocês acessaram mas a tag PODCAST do site não ta atualizando com os podcasts que tão saindo… parou no 76

  • Davi Dalben – SBC

    Olá, Geeks!
    Muito bom o episódio. Só gostaria de complementar com duas “dicas”.
    A primeira vem do Max Gehringer: dificilmente alguém que trabalha em TI conseguirá chegar à presidência da empresa, exceto se a empresa for de TI. Geralmente, quem é nomeado presidente é aquele que “aparece” mais e este normalmente vem de vendas ou finanças.
    A segunda baseia-se na minha experiência. eu me formei Bacharel em Ciências da Computação numa *faculdade* (IMES-SCS, antes de virar universidade). Mais tarde, fiz um curso complementar numa “universidade” (FEA-USP) e notei uma diferença básica: na faculdade, o melhor professor falava algo como “estudei este livro, trabalhei na área e é assim que vocês devem fazer para desenvolver seus projetos”; na universidade, o discurso era “quando eu escrevi este livro, achava que a coisa seria assim, mas agora vejo que é diferente e no meu próximo livro escreverei isto…”. Ou seja, quem faz uma boa universidade (com centro de pesquisa e coisa e tal) termina o curso sabendo aquilo que os professores das faculdades ainda vão aprender. Isso é uma grande vantagem na carreira.
    Um abraço e sucesso a todos!

  • aLx

    Que pena q vocês não puderam (ou não quiseram) ir ao PodChurras!
    Por lá encontrei o convidado deste episódio, Sr. Bóris Deprettz!

    Sensacional!

    Enfim, eu não tenho curso superior. Até hoje percebo que na minha área — pré impressão — os cursos superiores ainda não conseguiram ser grande coisa. Até existem alguns cursos de tecnólogo no Senai, mas não chega a ser comum encontrar pessoas que tenham estes “extras” nos Currículuns.

    De qualquer forma, por aqui pensamos em formar o profissional. De preferência jovenzinhas orientais, 1,60m solteiras e bem dispost… Não! Peraí!!! Essa não é a posição da empresa!

    Whererver, let’s talk in english again? Please, let the OTHER guy read this message!!!
    kkkkkkk

    Então, aqui na empresa preferimos profissionais que tenham conhecimento em Produção Gráfica e que não tenham ainda grandes vícios que adquirem em gráficas, bureaus, studios, etc.

    De qualquer forma, é uma procura complicada.

    Falta arte finalista no mercado! Todo mundo quer ser Design disso, design daquilo, cake design (e por favor, coloquei Design ao invés de DESIGNER de propósito!!!)

    Tá complicado! Tomara que surjam Faculdades de Pré-Press — sem ser na Alemanhã — logo!

    Abraços.

    aLx, 35 anos, Produtor Gráfico, viciado em PhotoShop, Illustrator, Mac OS X, iOS e em táticas extremas de sobrevivência no metrô da Linha Vermelha ZIPPED MODE ON!

  • Caraca galera, que trilha sonora é essa? Animal demais!!!

    Vocês podem compartilhar os artistas e/ou músicas que usaram? Gostei muito.

    Claro, gostei muito do cast também e eu até já indiquei para alguns amigos escutar. Eu tenho vários amigos que estão naquela “deixe a vida me levar” de ser. Eu já estive nessa também, mas sai e estou trabalhando na minha área (Engenharia) em Taiwan, com um mestrado engatilhado para começar no ano que vem.

    Como vocês disseram, apanhar no começo é essencial. Como vocês disseram, antes de ser um profissional, é preciso saber trabalhar!

  • #Raaauuuul

    Capitão Planeta reportando para a chefia Geek!

    Gostei muito do Programa. Acho que abriu os olhos de quem pretende realmente seguir no ramo da tecnologia.
    Entretanto, algumas coisas apontadas ressaltaram aos meus ouvidos. Uma, é que vocês não manjam muito de Biologia, ahahahahah! A outra é a visão um pouco enviesada dos processos comentados, sempre voltados pro “mercado”. Não me entendam mal, acho que algumas das extrapolações são muito válidas. Mesmo no meio acadêmico, onde estou inserido, o esforço do estudante é muito importante para o desenvolvimento dele próprio como profissional. Entretanto todos os títulos e diplomas de graduação e pós graduação são fundamentais pra que se evolua no ramo da pesquisa por exemplo. Hoje em dia, mesmo os Licenciados em Biologia, acabam buscando cursos de pós graduação voltados pra educação, ou mesmo outras formas de ampliar os horizontes como profissional. Sei que o foco do programa não foi esse realmente, mas como alguns comentários extrapolaram a TI, achei que podia contribuir com um pouco de informação extra!

    Abraços e lembrem: O PODER É DE VOCÊS!

  • Poxa é o segundo cast seguido que me parece que foi feito pra mim!

    O mais legal nisso tudo é se identificar com cada um dos tipos de pessoas da faculdade de tecnologia…

    primeiro com quem não sabe o que quer,

    depois com aquilo que descobriu que gosta,

    e pra terminar, aquele que está desiludido…

    Mesmo assim… um cast com bons conselhos (inclusive um deles já estou seguindo, e em breve terei meu primeiro projeto independente)

    Keep up the good work!
    #RauLLL

    PS.: Estou esperando uma resposta sobre minha caneca da cavalaria!!

  • Pingback: Produtor de Eventos no AspiraCast #047 | Aspirante Profissional()

  • Franciso

    Vocês podiam colocar as musicas do podcast na descrição por favor?!! Por que elas são muito boas!!!!

  • PaddreMotoRock

    sem arquivo

  • FernandoDouglasMiranda

    link pra Download em MP3 quebrado
    se der para consertar consertar ae!!

  • FernandoDouglasMiranda

    episodios antigos que não estao mais no site

    nesse site tem  ate o episodio 31
    http://castroller.com/podcasts/Wergeeksnet

  • PaddreMotoRock Problema resolvido! ;D

  • FernandoDouglasMiranda  Problema resolvido! ;D

  • StefanPasoldDamacena

    FALAAAAA CAVALARIA GEEK!  #RAULLL
    Oque vou ser quando crescer?
    Maior?
    O que vais fazer quando cescer?
    A Barba?
    Cara essas duas perguntar sempre me atormentavam e realmente fiquei sem saber oque fazer, tanto que joguei essa fase da minha vida no lixo e resolvi tocar os negócios da família, acabei virando microempresário melhor que nada né.
    Abraços!