Ultrageek 67 (WeRgeeks) – Prêmio Darwin

Ultrageek 67 (WeRgeeks) – Prêmio Darwin

Olá, olá, olá Geeks!

No podcast de hoje Tato e Prof. Maury  junto com Diogo, o Sr. Raspas de Gelo, e Tom Peres abrem a caixa de pandora das idiotices da humanidade e trazem para vocês o Prêmio Darwin de evolução da espécie humana. O que é essa premiação? Como posso concorrer ? Todas as histórias são reais? Essas e muitas outras dúvidas são tiradas nesse podcast hilário! Nesse episódio: descubra qual o jeito errado de arrumar um carro, jogar roleta russa, assaltar um mercado, tirar um racha, entrar em casa, conquistar uma mulher e salvar uma galinha!!!

 

Sobre o autor

A Rede Geek é um hub de conteúdo geek, com podcasts, vídeos, blog, produtos e serviços feitos especialmente para a galera que é apaixonada por tecnologia! Siga a gente nas redes sociais e fique ligado de tudo que rola por aqui! ;D #RAULLL

  • Thiago Spegiorin

    Graaaaaaande escolha do tema!

  • MELDELS! Acho que foi um dos podcasts mais divertidos que gravei! GENIAL!!!!

  • Sam Gaspar

    QUAIS são as menções honrosas do Rafa???Mau, agora entendi quando eu perguntava “como foi o ano novo de vocês?”, você e o Rafa ficavam sem graça. Sei….cuequinha na praia…

  • Nika_Miranda

    Como é que o Tom Peres não contou a história de quando ele ~surfou~ na porta de guarda-roupa velho e se arrebentou inteiro na véspera do aniversário dele?! E, como se não bastasse, ainda levou uma da mãe dele pela cagada!!

    HAHAHAHAHAHAHAHA… Foi épico!!!

    =P

    O cast foi excelente, meninos! Um dos mais engraçados EVER!!! Além disso, eu adorei as músicas do finalzinho, com a trilha sonora de Dirty Dancing… AMO!!!

    Um beijo no coração de vocês, seus lindos!!!

  • Ri muito, muito bom o podcast!!!

  • caraca preciso muito ouvir esse!

  • Faaaala galera!

    Caraca, ri muito com esse podcast de doer a barriga e tudo.

    Duas coisas que não sairam da minha cabeça até agora… o Pato que morreu, tadinho… RIP Pato AHAOUHAOUHAUOhoaUhAOUhaua

    E a galinha que matou todo mundo, coomo disseram no twitter, Galinha Serial Killer mano! Sério esse fato foi muito, muito bizarro, e eu rolando de rir e imaginando, olha a galinha afogando mais um… unica explicação pra ela sair viva de lá.

    Um beijo pra vcs, tô até com medo do Podcast 69 HAouHAOUHOUhOUhA

  • Vivian

    Ficou excelente, chorei de tanto rir principalmente com o pato, não dava para segurar a gargalhada, parabéns ficou demais.

  • Na minha cidade teve um cidadão que gostava de um pouco de ação, numa sexta feira ele entrou pelo teto de uma fabrica para ver o que achava por lá, bem… Ele achou simplesmente um tonel de cola de sapateiro, aproveitando a situação ele abriu e recebeu na cara todos os vapores que estavam acumulados e gostou, naquela doideira toda, o cara fez o favor de derrubar o tonel o que fez com que mais ainda os vapores invadisse a sala, como todo bom doido ele caiu e conseqüentemente se esbaldando naquela cola toda, resumo da historia, na segunda feira quando abriram a fabrica tava o cara lá grudado no chão e ainda bem doido, deve ter sido bem agradável descolar o meliante do chão e isso merece um lugar neste pódio, hehe

  • huauhahauauhahu um dos melhores dos últimos tempos!

  • Vou contribuir com um comentário com o tamanho de um e-mail haha

    Sei de uma história que merece uma menção honrosa

    Umas décadas atrás um aeroclube aqui do Brasil se deu mal por causa de um “ser iluminado” como esses citados no podcast:

    No final do dia todos os aviões de instrução desse aeroclube eram guardados “pilonados” dentro dos hangares, ou seja, eram guardados com o nariz encostando no chão e com a calda para cima, isso era feito pois com os aviões estando “de pé” era possível guardar mais aviões num mesmo hangar.

    O X da questão é que nessa posição há vazamento de combustível das aeronaves, e este, por ser muito volátil, se evapora e fica concentrado em forma de gás dentro do hangar, pois geralmente os hangares tem a sua parte superior, o teto, meio arredondado.

    No fim de mais um voo, um aluno chegou, pousou, guardaram o seu avião lá dentre os outros e tudo mais. Eis que ele se lembra que esqueceu algo dele lá no avião, e como era fim de tarde, já estava tudo meio escuro e ele não conseguia ver direito naquela situação, a solução que ele encontrou: Acendeu um isqueiro.

    Se tratando de um aeroclube pode até parecer irônico dizer, mas: “Tudo foi pelos ares” huahua O aeroclube perdeu todos os seus aviões, e levou anos para se recuperar.

    Algumas pessoas que estavam próximas sairam feridas, mas pelo que me lembro, ninguém morreu no incidente.

    Abraços

    Sales

  • Fala pessoal!

    Caras, um dos casts mais engraçados que ouvi nos últimos tempos! Muito bom! O melhor é que vocês tb tem suas próprias estórias! Rs… Neon na praia foi de ferrar! Rs…

    Bom, não tenho muitas histórias boas… Quando era pequeno tive a “brilhante” idéia de experimentar aqueles acendedores de cigarro no dedo, pra testar, sabe? Bom, eu tinha 4 anos, não morri, então mereço somente menção honrosa! Rs…

    É isso, mandei um e-mail tb antes de acabar de ouvir o cast, se der dá uma olhada! 🙂

    Continuem com o sucesso, vcs merecem!

    Abraços!

  • Hiro

    90 minutos… mel dels… imagino se tivessem lido meu comentário hehehe

    Acho q vcs deram uma editada no email do Davi, então não entendi mto bem sobre o que ele estava falando.

    Se alguém quiser continuar essa discussão ou quiser algum esclarecimento, dentro das minhas possibilidades, podem mandar email pra [email protected]

  • aLx

    Só tenho uma coisa a dizer… AINDA BEM QUE NÃO OUVI ISSO NO METRÔ OU NO ÔNIBUS! Com certeza teriam me pedido para descer.

    Um dos podcasts mais (funestamente) engraçados que já ouvi! Excelente!!!

    Obrigado pela divertidíssima seção de podcast!

    abraços.

    aLx

  • Na boa velho, vocês são doentes ahauahiauha, mas ficou muito foda.
    As histórias do premio Darwin são as melhores PQP, que bichos mais tansos.
    Que animal, mas falando em premio Darwin, talvez eu deva entrar na lista de citações do premio hehe, faz 1 mês e pouco mais ou menos, escorreguei no chuveiro e fraturei a mão, tive que fazer uma cirurgia para colocar um parafuso, agora ela já está quase boa mas passei um trabalho, muito triste mas poderia entrar para o premio. Mas garanto que ainda sou fértil e bem de saúde então não vale rsrss.
    Senhores muito, muito mas muito bom, parabéns pelo cast, engraçadíssimo.

  • Fala Cavalaria Geek! Raúúúlll… Raúúúlll… Raúúúlll… Aqui é o agente da “cavalaria secreta” do WeRgeeks (só o Tato e o Maury é que vão entender essa).

    Bom, quase que entrei para a lista do Prêmio Darwin duas vezes. Uma foi por causa deste cast a segunda vai abaixo. Fui inventar de ouvir enquanto dirigia para o trabalho e quase deu m****. O departamento de VDM já havia me avisado que isso não poderia acabar bem, mas quem disse que o idio… teimoso aqui escutou. Ri tanto, mas ri tanto dirigindo que quase perdi o controle do carro. Faltou pouco para bater DE FRENTE COM UMA AMBULÂNCIA que vinha no sentido contrário. Mas não tem problema, não deu em nada e foi só um susto. Este foi um dos podcasts mais engraçados que já ouvi NA VIDA. Vocês precisam fazer uma parte dois disso ai com outros casos.

    A primeira vez que quase entrei para a disputa do prêmio foi quando quase morri de forma bem idiota. Eu, ainda adolescente (ou pré-aborrecente) estava com um grupo de amigos em um clube aqui de Brasília. De repente alguém teve a idéia de ir dar uma volta próximo ao lago Paranoá que fica a uns 600 metros do clube. Até ai tudo bem, se não fosse um detalhe: Era preciso atravessar um trecho de mato alto para isso. Ok, nada de mais… Mas o idiota aqui, distraído, foi brincando com uma caixa de fósforo, acendendo palito por palito na maior calma, deixando queimar até quase o final para apagar no último instante. Bem coisa de pré-aborrecente mesmo.

    Acontece que era mês de Agosto, e para quem conhece Brasília sabe que neste período aqui é mais seco que o deserto do Saara e mais quente do que o inferno, ou seja, o mato estava que era só “palha”. Palha + fósforo aceso = VDM. Nem preciso dizer o que aconteceu né? Me distraí com o papo do pessoal e um fósforo acabou queimando meus dedos e foi parar no chão. O que fez pegar fogo no mato. Isso se alastrou tão rápido que por pouco, mas muito pouco não viramos churrasco. Vocês não fazem idéia do quanto corremos para não sermos queimados. Felizmente não levou muito tempo e apareceram sei lá quantos caminhões de bombeiro para apagar o incêndio.

    Mas não pensem que acabou, o pior não foi isso. É que além de quase me f**** e a meus amigos, por pouco não levo junto o Grupamento de Fuzileiros Navais de Brasília que fica ao lado do clube. Detalhe: Uma das áreas de treinamento deles FICAVA escondida dentro do mato. Eu disse ficava porque ela foi pro saco no incêndio.

    Felizmente ninguém saiu machucado nessa e depois disso esta área toda que pegou fogo acabou sendo incorporada ao clube e virou pista de caminhada/corrida.

  • f*da esse cast, estou me lembrando de um caso que achei muito engraçado, apesar de trágico, um empresário após conseguir se safar de uma queda de um mono-motor que fez um pouso de emergência, ao pousar saiu correndo desesperado em direção a parte da frente do avião, mas não viu a hélice e virou carne moida.

  • MickaelSM

    Achei bem macabro esse podcast. Quando alguém faz merda, estilo “vídeo cassetada”, eu dou gargalhadas. Mas quando alguém faz merda e morre, deixa de ser divertido. Meus amigos, fiquei com medo de vocês.

    Bom, comigo aconteceu o seguinte: estava eu, lá no meio de uma forte chuva, com meus tenros 4 anos, segurando a mão da minha mãe. Apesar das reclamações da minha mãe, eu ficava pulando em poças d´água. Porém, uma dessas poças não era uma simples poça d´água. Era um bueiro aberto, e cai dentro dele. Se não fosse minha mãe me segurando, eu teria parado no reservatório de água da cidade ou, literalmente, no fundo do poço. Meu corpo mergulhou até a altura da boca. Literalmente (“again”) comi merda, em forma líquida. Minha mãe, assustada, puxou-me de volta com aquele olhar assustado ao mesmo tempo furioso.

    Esse foi só mais um dos muitos momentos “quase-morte” em minha vida.

    Abraço-lhes!

  • Olá, Olá Geeks!!

    Aqui é o Joz, operador de grua remota da divisão de veículos aéreos não tripulados da cavalaria Geeks 😀

    Contar um caso meu que quase concorreu ao prêmio darwin ou entraria no menção honrosa.

    Certo dia, faltou luz em minha casa.
    Começamos então a colocar velas na sala da TV, na cozinha, nos quartos, etc.
    Passou um tempo, a luz voltou. E agora era a vez de apagá-las.

    Quando fui dormir, percebi que havia esquecido uma vela no meu criado mudo.
    Foi então que tive a brilhante idéia de, literalmente, brincar com fogo.
    Acendia fósforos na chama, deixava queimar toda a madeira, etc.

    Quando me cansei e fui dormir, bati com a mão no pires e a vela caiu com a chama virada para a cama!!! ^^ hehehhehe
    Naqueles décimos de segundo já passou pela minha cabeça a casa pegando fogo!
    Imediatamente ao tocar na cama, não sei o que deu na minha cabeça, de pegar o travesseiro. Joguei em cima da vela.

    Ainda não sei até hj, como nada pegou fogo.
    Lembro da chama bater na colcha e não pegar fogo, mas tb não apagar.
    Acho q o vento do travesseiro deve ter me salvado.
    Enfim, essa bateu na trave.

    Um abraço a todos!!
    Raúúúlll !!! Raúúúlll !!!

  • raulzito pra vcs!

    sensacional esse capitulo! pqp…
    provavelmente assim como muita gente, vivi diversas situações dignas de menções honrosas! bom, mas que fique claro q pela experiencia de quase-morte!!!! não pela infertilidade… nesse ponto já estou garantido com 3 filhas sendo q 2 são gêmeas! (GALA-GROSSA RAUL! RAUL! RAUL! rsss)

    uma das situações bizarras foi num “surf de saveiro” (saveiro que o toscochanchada já descreveu bem), explico brevemente: após um ensaio bem sucedido, resolvemos tomar um “SORVETE QUENTE” num bairro próximo. E pra aproveitar o clima de verão e a carta nova de um dos integrantes da banda, resolvemos ir de saveiro.

    Apesar do universo ter dado seu aviso, reunindo os elementos “sorvete-quente”, “carta nova”, “saveiro” e “5 pessoas” a empolgação era tanta que o deteCtor de merda não acionou alarme, e num ímpeto de imbecilidade adolescente, vi a oportunidade de amarrar uma corda em lado da caçamba da saveiro e subir na outra borda. para segurando a corda, surfar bem gostoso e me exibir para meus queridos amigos.

    tudo ia muito bem… a testosterona cumpria seu papel magnificamente bem! até que o pé escorregou e caí com a cara diretamente no asfalto, acidente esse que me traumatizou fortemente contra saveiros, sorvete-quente e surf.

    o mais interessante foi que, ainda no chão, qdo tomei consciencia, percebi que ninguém poderia me ajudar, já que até pararam o carro mas todos rolavam no chão, rindo da forma mais estridente e humilhante possivel.

    menção honrosa para o idiota aqui

    danados!

    ps.: pq o diogo fica fazendo pose com essa voz de tarado pela manhã? uhahuahuahuahu danado!

  • Yuri Melo

    Esse sem duvida alguma é um dos melhores podcasts que vocês já fizeram , eu estou literalmente chorando até agora HAHAHA

    abraço a todos

  • Este cast foi bem interessante. Gostaria até de ter ouvido mais histórias. Infelizmente quando estava ouvindo tive que parar um monte de vezes e acabei não tendo uma experiência legal, no futuro pretendo reouvir e dar boas risadas.

    Eu tenho duas histórias do tipo. Uma foi a vez que coloquei um foguetinho numa garrafa, ventou, a garrafa tombou e o foguetinho ficou parado numa parede até queimar todo. Felizmente não tombou para o lado da festa.

    A outra história foi com meu irmão e tenho minhas dúvidas sobre quem merece a menção honrosa. Pegamos uma banheira daquelas de bebê que são mais compridinhas, e comecei a girar com meu irmão dentro lá no quintal. A cada giro, fomos nos aproximando da parede. Eis que a brincadeira acabou quando a cabeça do meu irmão foi de encontro à quina da parede.

    Ah, não sei como usar o Steam direito e nem sei muito das opções do Team Fortress.

    Outra coisa, podiam colocar o plugin para acompanhar replies por email. Fica mais fácil re-responder alguém nos comentários.

    Abraços!

  • Não sou muito de comentar em posts dos podcasts que ouço a não ser que eu goste muito, e esse EP foi muito bom! parabéns a todos os participantes e o sujeito gordo que editou o podcast, muito bom de ouvir e dinâmico! novamente parabéns!

  • Alan Daniel

    Vou direto para o inferno!!! Estou aqui rindo horrores com a desgraça alheia. HAHAHAHAHA

    Excelente podcast, muito engraçado e instrutivo (Entenda instrutivo como você quiser hehehehe).

    Agora não sei, mas tem uma cerimônia para apresentação e entrega dos prêmios, tipo o a academia de cinema americano? hahahahahahaha (iria ser irado) And the darwin goes to …

    Abraços galera.

  • Diogo Lopes Bastos

    Se rir da desgraça dos outros é crime pode me condenar a forca pode foi um ótimo cast, não existe limite para a mente humana, tanto para criar coisas magnifcas como ter idéias burras a o extremo.

  • Kio (Caio Cesar) – 40 anos – Salto/SP

    Salve, wergeekaiada.

    Programa sensacional. Tema bastante inusitado e que trouxe muitas risadas. Estão de parabéns.

    Uma histórinha para acrescentar conteúdo: quando servi o Exército, um soldado de outra bateria fez a proesa de dar um tiro em seu próprio braço com o fuzil, no meio da madrugada. Recuperou-se, mas para mostrar que seu sensor VDM nunca funcionou direito, lamentavelmente faleceu anos depois em um acidente de carro.
    Era um cara bacana, mas talvez o universo esteja mais seguro sem seus genes à solta por aí.

    Abração.

  • Kio (Caio Cesar) – 40 anos – Salto/SP

    Err… “proesa” deve ser uma proeza poética. Desculpem nossa falha. 🙁

  • Como diria o Sr. K, a idiotice se deixada em seu estado natural, expande.

  • Chorei de rir nesse cast…MUITO BOM!!!!!

  • Parabéns, sensacional o programa, muito engraçado!!

  • StefanPasoldDamacena

    FALAAAAA CAVALARIA GEEK!  #RAULLL
    Caralho!!! ( pode falar palavrão?), faz muito tempo que eu não ria deste jeito ouvindo um cast.
    O povo tava inspirado com as historias mesmo duvidando de algumas elas são hilarias.
    Obrigado por esse cast foi muito bom ouvi-lo e com certeza ele entrou para meu TOP 5 do “vergeeks”.
    Abraços!

  • MarcelleFreitas

    Galinha Highlander …