Eu e meu Mega Drive

Eu e meu Mega Drive

Além de dia de reviews, quarta-feira também é dia de falar sobre games aqui no WeRgeeks. Então, durante minhas pirações escolhendo a pauta de hoje, decidi compartilhar com vocês minha história de amor com o meu console da era 16-BITs.

Quando era moleque, tive um Dynavision III e um Master System, depois de um bom tempo decidi aproveitar que o natal estava chegando, juntei umas mesadas minhas e do meu irmão e pedimos em conjunto para o bom velhinho um Mega Drive! Que alegria foi abrir aquela caixa da Tectoy!

Como muito dos meus amigos na época, e imagino que quase todos nós aqui, acabei ficando muitos e muitos anos com o Mega (apelido carinhoso da época), pirando com os GRÁFICOS ANIMAIS que ele tinha e, quase toda semana, alugando um game novo para zerar. Sim criançada, alugar jogos era mais que comum na década de 90! Eles costumavam ficar na seção oposta dos vídeos pornôs da locadora, o que não impedia a mulecada de ficar revezando entre peitinhos e Toe Jam & Earl. rs

Infelizmente, como o tempo foi passando e o console acabou ficando na caixa depois da aquisição do Playstation, acabamos doando nosso Mega para uma instituição de caridade fazer um bazar, com dois controles e TODOS os jogos. É o tipo de coisa que foi legal na época, um gesto muito bonito da criançada lá de casa, mas que dava aquela dorzinha no coração toda vez que lembrava daquele velho amigo que me acompanhou por tantas horas de Sonic The Hedgehog.

Algumas semanas atrás, meu querido amigo Salay perguntou se não sabia de alguém interessado em comprar um Mega Drive II, já que ele estava de mudança e precisava de espaço no quarto novo. Eu não pensei duas vezes, fiz umas negociações e, horas depois, lá estava eu, novamente, com um Mega Drive, dois controles e vááááááários jogos! o/

Sem nem gaguejar, convenci o Prof. Maury a montarmos uma bancada de games aqui no escritório, ele trouxe os jogos dele e fizemos um humilde altar à nossa infância, com Castle of Illusion, F-22, Rei Leão, Super Street Fighter II, Airton Senna’s Monaco GP II, International Soccer, Tiny Toon, Toe Jam & Earl, Boorgerman, Quackshot, Taz Mania, Alienstorm e, é lógico, Sonic The Hedgehog, Sonic Tails e Sonic 3. Sou um geek feliz! hehehe

Agora, para matar todos num momento nostálgico, pirem nesse clássico:

Ahhhh… antes de acabar, devo dizer que estamos preparando um REVIEW ANIMAL que envolve o Mega. Fizemos algo que ninguém nunca fez e, posso afirmar que foi FODABAGARAI! #Teasing =P

Sobre o autor

Idealizador de toda a bagaça, Tato é um aficionado por blogs e podcasts e, acima de tudo, um completo viciado por tecnologia! Já trabalhou com robótica, hidroponia, participou de um reality show, foi professor de computação gráfica, diretor de arte em agências online e offline, organizou eventos e dedicou mais de 90% de sua vida para a comunicação. Por isso, se tornou a mente criativa da parada toda!

  • Marcello Santana

    Eu tenho meu Mega… PENDURADO NA PAREDE, EM UMA MOLDURA, COMO UM QUADRO.

    É sério… U_U

    @Marcello_MN

  • CACETA MALANDRO! parabens pela aquisição! (mas eu preferia um snes ahauihuiahuiha)

    a real é que essa mulecada nova jamais saberá o que foi a briga dos consoles desta geração… uihauuiahuhaihihaiuhuia depois da nintendo x sega nunca mais houve outra briga igual… sony x microsoft x nintendo é fichinha..

  • sabe que te odeio né? xD
    Esse Castle of Illusion tá completo?

  • Muito bacana cara!
    Eu também tinha um e adquiri, muito parecido com você, depois de juntar algumas “tabletadas”.
    Sempre fui muito fã de jogos de Luta, até hoje ainda jogo inclusive os antigos, mas em emulador. Street Fighter Champion Edition foi o que mais me viciou, apesar do Sonic 2 não ficar pra traz.
    E ao me desfazer do meu “precioso” eu fiz o seguinte acordo: Eu não dou! Eu empresto. Se der defeito, concerte. Se enjoar, me devolva pois quero saber se tem mais alguém precisando e emprestarei novamente sob as mesmas exigencias.
    Foi bonito no discurso mas na prática a partir do segundo emprestimo de longa data já deu defeito e ninguém mais concertou. Mas fiquei satisfeito pois a pessoa adquiriu um terceiro vídeo game(o meu foi o primeiro) e o segundo ele “emprestou” nos mesmos moldes.
    Mas é isso aí. Vou terminando aqui o meu comentário para não, praticamente, fazer algo maior que a postagem dos autores de blogs que eu acabo comentando.
    Abraços na boca-lhes!

  • Ah! E eu tinha me esquecido:
    A minha aquisição tinha sido um Mega Drive 3.

  • Ricardomit

    Puts saudade do meu eis Mega Drive.

  • Nossa… que saudade do meu Mega…. tinham vários jogos muito bons…

  • Senhora Malicia

    O senhor tinha um Mega… o meu está por aqui! Junto com o Phantom System… e o Atari… e um Intellivision!!! E um monte de cartuchos que não me canso de usar até hoje! 😀

    O outro dia mesmo, eu estava jogando Link! 😉

    • Nunca vamos cansar dos clássicos!!!
      Senhora MALÍCIA ficamos felizes com sua presença aqui no blog!! Mande um abraço para o SR MALÍCIA!!

  • Ramon

    joguei muito Toe Jam & Earl… viciante! E quem tem um mega tem que tar QUACKSHOT! Jogo foda dos patos da Disney. Bons tempos!!

  • Mega Drive, está aí um baita console. Na era dos 16 bits, minha escolha foi o SNES, mas joguei muito Mega Drive naquelas locadoras de Games: Mystical Fighter, Streets of Rage 2, entre outros!

    Parabéns pelo post e aguardamos pela novidade!

  • Senhora Malicia

    []s enviado! 🙂 Ele retorna também!
    E da-le Toejam!!! 😀
    Outro que era muito legal do Mega era o Columns! 🙂