EU QUERO um Babel Fish

EU QUERO um Babel Fish

Especialmente hoje não vou falar de um gadget, mas sim de um ser vivo. Sei que é bizarro, ainda mais com a proposta do post, mas como se trata de um organismo com uma função BEM INTERESSANTE e, acima de tudo, não existir no mundo real, vou quebrar minhas próprias regras e ser feliz. Afinal, ninguém manda “ni mim”!!! =P

Para começar, não estou falando do tradutor de textos do Yahoo, mas sim do Babel Fish, a criação fantástica do genial Douglas Adams para o livro O Guia do Mochileiro das Galáxias. O Babel é um peixinho que se alimenta de frequências inconscientes e excreta frequências conscientes… parece papo de louco, eu sei, mas acho que fica um pouco mais fácil com a explicação do próprio Guia:

O resultado óbvio é que, ao colocar o peixinho no ouvido, de uma maneira simbiosicamente mágica você consegue entender tudo que é dito em qualquer idioma. Imaginem as possibilidades de termos o mundo todo se entendendo novamente, não filosoficamente falando, é claro, mas se entendendo! rs

E você, teria moral de usar um Babel Fish?

P.S.: Meu lado empreendedor me disse agora: que tal uma empresa de aluguel de peixes Babel para agências de turismo?

Sobre o autor

Idealizador de toda a bagaça, Tato é um aficionado por blogs e podcasts e, acima de tudo, um completo viciado por tecnologia! Já trabalhou com robótica, hidroponia, participou de um reality show, foi professor de computação gráfica, diretor de arte em agências online e offline, organizou eventos e dedicou mais de 90% de sua vida para a comunicação. Por isso, se tornou a mente criativa da parada toda!

  • ótima coluna essa em… sempre acerta em cheio! haiuhhauihauhia

    • Tato

      @Refux: Valeu cara! Mas não tem como errar, afinal, quem não teria um Babel Fish!!!! rs ;D

  • É o sonho de todos nós

  • Seria ÓTIMO um desses. Douglas Adams é um dos grandes gênios literários.

    =D