WRG Convida – Márcio Etiane

WRG Convida – Márcio Etiane

Sejam bem-vindos ao WeRgeeks Convida, um espaço criado para que nossos amigos, leitores e ouvintes também possam participar do blog e deixar posts com seus pontos de vista sobre o universo geek. O convidado de hoje é o nosso querido leitor e ouvinte @MEtiane" href="http://twitter.com/metiane" target="_blank">Márcio Etiane!

Pra começar, a figura é de Manaus, de um lugar onde a internet de 10mbps acabou de chegar… Trazida no lombo de mulas dos irmãos Vilas Boas! (Espero que ele não se importe com a brincadeira, afinal, o adÊvogado trabalha no Tribual de Justiça do Estado do Amazonas) Hehehe. Mas brincadeiras à parte, o cara é geek das antigas: começou na década de 80 com um Telejogo, passou pelo TK 85, TK 90x, TK 2000, MSX e por muita coisa antes de chegar ao PC. Agora, ele compartilha com a gente sua experiência marota de geek turista e das soluções que tomou para continuar online durante sua trip! ;D

Turista Geek

 
E aí pessoal da Cavalaria Geek, tudo certo?

Estou eu aqui no finalzinho das minhas férias, tentando escrever este email, que talvez possa ser usado como um post (estou trocendo pra isso) no WeRgeeks, pois, geralmente não costumo passar tanto tempo de férias fora de casa, mas desta vez para participar de um congresso e da formatura do meu primo aqui em Porto Alegre, acabei ficando 21 dias fora de casa.

Antes de viajar, acabei optando por não trazer notebook, achei que seria mais comodo acessar via wi-fi/smarphone ou lan houses. Outro fator que pesou na decisão foi que, ao escolher os hotéis, optei por aquele que informavam disponibilizar computadores para acesso à net. Passei por 4 cidades nestas férias: Curitiba, Paraty – RJ, Porto Alegre e Gramado.

Em curitiba acessei pouco a net, mas a lanhouse que usei na rua XV foi suficiente. Em Paraty o que pegou foi a velocidade da conexao no hotel, por isso não consegui baixar o WeRgeeks Podcast Ep 53. Também tive dificuldades para usar o Skype em uma lan house devido a velocidade da conexão.

Já em Gramado, a conexão era boa, mas o computador era um lentium com windows xp que demorava um século para iniciar e rodar os navegadores, isso sem falar no teclado, sem acentuação. E por último em Porto Alegre, aliás, daonde escrevo esse texto, estou usando computador do meu primo. A conexão é boa, mas o teclado dele é tão ruim que acho que vou dar pra ele um teclado novo de presente de formatura!

Fazendo um resumão da história, acho que o maior dos problemas foram os teclados e os mouses horríveis que encontrei por aí. Muitas vezes tive que conter a vontade de escrever no facebook, no blog ou enviar emails para o WeRgeeks. Mas acabei passando por algo parecido com uma síndrome de abstinência, que foi agravada por estar aguardando emails profissionais e que TINHA que responder imediatamente.

CONCLUSÃO
Isso me levou a constatar algo que eu já sabia, mas preferi ignorar: Geek que é Geek jamais deve viajar sem seu notebook ou tablet e uma conexão 3G. Para alguns pode parecer exagero, mas eu possuo uma conexao via cabo em casa e uma 3G, já que o orgão publico onde trabalho somente disponibiliza conexao à sites governamentais tipo .org .gov e (graças a Deus) .net – rsrsrs

NOTEBOOK, NETBOOK OU TABLET?
Acho que isso depende muito das necessidades de cada um e do tipo de viagem que se vai fazer. Estou considerando aqui que seja uma viagem de férias, ok? Nesse caso, é claro que o ideal seria ter os dois: O tablet seria para se usar na sala de embarque dos aeroportos ou quando se estiver viajando de ônibus (em locais com conexão 3g, na rua para localizar endereços e o GPS para navegação), e o notebook eu usaria no hotel, seja para assistir um video, escrever algum email mais longo, bem como para baixar podcasts e sincornizá-los com o iPod – Esta foi outra dificuldade que encontrei, já que, dependendo da configuração, todas vez que um iPod é sincronizado em outro computador no iTunes todo seu conteudo antigo é apagado (WTF Jobs???) mas fazer o que, né? rs

Obs: O mesmo se aplica aos iPads, já os tablets com android não padecem deste mal (isso considerando que, como eu, por alguma razão o leitor não tenha conseguido fazer o download do podcast pela conexão wi-fi do hotel e se veja obrigado a faze-lo por uma lanhouse)…

ANDROID VS. WINDOWS XP
É possível que assim como eu, alguns usuários de Android tenham dificuldade para usar o aparelho como dispositivo de armazenamento em massa no windows XP, isso, por falta dos drivers necessários para tal. Assim, minha sugestão é que carreguem consigo um adaptador em forma de pendrive para mircoSD (daqueles que tem uma porta USB de um lado e uma entrada para o microSD do outro lado), o que acaba com todos os problemas. Já os usuários Linux não sofrem desse problema. No MAC eu não sei se é assim, mas estou próximo de descobrir… Hehehe

É isso aí pessoal, espero que tenham gostado e até a próxima!
Um abração!

Sobre o autor

Idealizador de toda a bagaça, Tato é um aficionado por blogs e podcasts e, acima de tudo, um completo viciado por tecnologia! Já trabalhou com robótica, hidroponia, participou de um reality show, foi professor de computação gráfica, diretor de arte em agências online e offline, organizou eventos e dedicou mais de 90% de sua vida para a comunicação. Por isso, se tornou a mente criativa da parada toda!

  • comentário nada a ver com o post, mas sim com a foto…
    Esse maldito adaptador usb/microSD QUEIMOU!!!
    bom, ele já não era bom mesmo, sempre que colocava no computador, pedia para formatar o microSD, mesmo retirando o driver com segurança…
    Passo longe dele agora! xD

  • realmente, eu sempre levo netbook ou tablet… ir na “duvida” é complicado… referente a conexão 3g… bem, se for uma viagem nacional beleza… mas se for internacional… complica em… minha lua de mel vai ser um cruzeiro… eu to tentando entrar em contato com a empresa responsável pra saber se eles disponibilizam wi-fi…

  • @Refux: COMO ASSIM WI-FI NA LUA DE MEL?!?!?!?!
    Só acho válido se for pra baixar pornografia para compartilhar com sua Senhora!!!! huahuahauhauhua =P