Há algumas semanas, fiz acesso root no meu Samsung Galaxy SII e quis começar a brincar com as ROMs Android disponíveis e compatíveis no momento. Depois de um longo papo com o guru @DSabino" href="http://www.twitter.com/DSabino" target="_blank">Diego Sabino, fui convencido a testar a MIUI. O que achei? Fantástico!

Sou um usuário iOS desbravando o mundo Android, sendo assim, obviamente o que mais me doeu nessa mudança foi a interface. O Android faz tudo o que promete, mas não o considero o sistema operacional mais intuitivo do mercado. Felizmente fui apresentado a essa maravilha!

O que é a MIUI?

A MIUI é uma ROM desenvolvida na China, baseada no Android 2.3.3, que se destaca por ter uma interface bastante diferente do Android padrão, que pode ser vista como uma mistura do iOS com Android. Não é um “tema de iPhone” para Android, é uma mistura de conceitos das duas plataformas, o melhor dos dois mundos!

O choque já começa na tela inicial, onde não existe mais a “gaveta” de aplicativos comum do Android. O launcher foi totalmente modificado, exibindo todos os aplicativos por paginação na tela inicial, assim como no iOS. Como na plataforma da maçã, também é possível criar pastas e organizar seus aplicativos e como no Android, você pode misturar os aplicativos e pastas com widgets.

A barra de status comun no Android foi mantida, porém com um novo visual. É possível configurar quais funcionalidades você deseja ligar ou desligar, os chamados “toogles”.

Até mesmo coisas básicas como o gerenciador de arquivos tem um toque de iOS. Em vez de simplesmente mostrar listas de arquivos e pastas, como em qualquer outro gerenciador de arquivos para a plataforma, o gerenciador nativo da MIUI mostra os arquivos divididos em categorias, como músicas, arquivos compactados(zipados) ou aplicativos, com um sumário no rodapé da tela informando quanto do espaço no cartão de memória está ocupado e com o quê. E é possível fazer a troca de arquivos entre o PC e o smartphone via Wi-Fi, sem a necessidade de aplicativos extras pra isso (iTunes?).

Também há o maravilhoso DND ou Do Not Disturb (algo como “Não perturbe”), que funciona como um filtro motherfucker de chamadas. Nele você pode definir horários em que você quer receber determinadas ligações, rejeitar números desconhecidos (adeus telemarketing as 8 da manhã de sábado!), definir quais números você quer receber ligações em determinados dias e horários.

Quem gosta de software, gosta de personalizar (#FATO!), e isso é uma das coisas que mais me chamou a atenção na MIUI.

A ROM é totalmente personalizável, o que possibilita mudar a lockscreen, barra de status, tela de boot, tema do sistema, icones, tema de mensagens, tema de contatos, tema de chamadas e etc. Fantástico!

Estou utilizando a MIUI há quase um mês e nunca tive problemas de compatibilidade com nenhum aplicativo da Android Market e com nenhum outro plicativo de terceiros. Ah, por falar nisso, a interface da Android Market na MIUI é bem mais bonita e intuitiva (e possui um sistema de busca que funciona!).

Se interessou? Dê uma passada no MIUI Brasil e veja se seu aparelho já tem uma versão compatível e o tutorial de como instalá-la.

Abraço!