WRG Convida – Hiro

WRG Convida – Hiro

Sejam bem-vindos ao WeRgeeks Convida, um espaço criado para que nossos amigos, leitores e ouvintes também possam participar do blog e deixar posts com seus pontos de vista sobre o universo geek. O convidado de hoje é o nosso querido amigo, mestre e companheiro de RPG, “adêvogado”, leitor, ouvinte e comentarista mais que crítico Hiro! Se você está pensando “conheço esse cara de algum lugar”, além de sempre estar participando nos comentários, saibam que ele já participou do podcast duas vezes: no episódio 30 e no horrível, mas memorável, episódio 8. Essa é nossa esperança, quem sabe ele não se empolga e ganhamos um novo colaborador! hehehe =P

Os Zergs que amavam os Protoss que amavam os Coreanos que amavam os Terran que não amavam ninguém


Hey ho, senhores leitores.

Alguns de vocês já devem ter adivinhado o tema deste opúsculo pelo título: StarCraft, obviamente. Mas não, eu não estou roubando o lugar do @FLohmannJr" href="http://www.twitter.com/flohmannjr" target="_blank">Fred, pessoa triste, e não me arriscarei pela seara alheia. Falarei sobre algo muito maior que o jogo, tratarei da sua comunidade de freaks, do “esporte” de multidões coreanas, enfim do espetáculo que é a Starleague.

Introdutoriamente, aos que não conhecem este fabuloso software de 12 anos, ele é um jogo de estratégia em tempo real (RTS pros íntimos) que se passa no espaço distante, em um futuro nem tão distante e com raças aliens muito próximas do que nós somos. Recomendo tanto quanto o jogo, a história que é riquíssima tanto para os que amam ficção científica quanto pros que gostam de uma boa trama. Este sempre foi um ponto alto da Blizzard, contextualizar seus jogos… Mas não devo me aprofundar: jogue, leia, partilhe e não me torre.

Mas vamos ao prato principal.

Se xadrez é esporte olímpico e atração universal pelas pauladas que algumas IA dão nos gênios humanos, StarCraft é um passatempo nacional na Coréia do Sul com milhões de fãs e liga profissional com direito a transmissão, ao vivo, por redes de televisão. Nessa toada de “doença nacional” cabe até a idolatria de jovens campeões com salários milionários e patrocínios de grandes grupos empresariais, como a Samsung, que “comprou” um clã/time inteiro a alguns anos.

A liga propriamente dita chama-se Starleague, como supra referenciado, e não deve nada aos Campeonatos Nacionais de Futebol, Opens, Masters e Cups de Tênis e Golf ou qualquer outra competição esportiva desse nível. Com vitórias gloriosas, derrotas monumentais (algumas em 6 segundos) e até escândalos envolvendo entrega de jogos e manipulação de resultados. Cá entre nós, se eu fosse anunciante em um esporte e ele acabasse em 6 segundos, eu iria ficar no mínimo decepcionado.

Enfim, sei que é um assunto velho pra alguns leitores e é difícil, se não impossível, descrever em palavras as míriades estratégicas, o misto de enganação, percepção e agilidade mental e física que este jogo requer, pra suprir impossibilidade colaciono os links e recomendo as análises (coreanas) de algumas partidas abaixo. Entretanto, divisando pela mesmo misto de deception e estratégia, eu tenho uma carta na manga pra chamar a atenção dos meus leitores mais críticos.

North America Starleague

A princípio, nada demais. Uma liga nos moldes da coreana no ocidente não chama muito a atenção, tanto que ela já tem 3 anos e dificilmente se ouve falar alguma coisa dela. Agora vem o climax [insira sua trilha sonora aqui]: Qualquer um pode participar da liga americana com pouco esforço, primeiro porque a língua não é um impecilho intransponível, segundo porque os jogadores não são tão sobrenaturais, terceiro porque basta migrar seu cliente de StarCraft 2 pro server NA e boom, VOCÊ pode ganhar 100 mil bufunfas, a rrrundred touzand amerrican dolas como diria um vilão dos anos 80.

Bom, obviamente não com o mesmo glamour coreano, mas se você sempre quis participar de um e-sport (seu gordo comedor de cheetos), essa é uma boa chance.

Se por outro lado, você é um voyeur gordo comedor de cheetos de nível mais baixo e só curte assistir, regoziji-se: http://nasl.tv/.

Links de algumas partidas lendárias, dei preferência aos entendíveis (em inglês ou legendado), se vc é um korean player procure vídeos aqui (www.youku.com) e digite Kespa :
2 ex campeões coreanos num jogo recente
Olha a empolgação do comentarista, o Galvão coreano
O tradutor tentando acompanhar o comentarista coreano…

See ya, space cowboys.

Sobre o autor

Idealizador de toda a bagaça, Tato é um aficionado por blogs e podcasts e, acima de tudo, um completo viciado por tecnologia! Já trabalhou com robótica, hidroponia, participou de um reality show, foi professor de computação gráfica, diretor de arte em agências online e offline, organizou eventos e dedicou mais de 90% de sua vida para a comunicação. Por isso, se tornou a mente criativa da parada toda!

  • Os caras param de publicar meus reviews, agora aparece outra pessoa falando de games… Acho que estou sendo dispensado do blog. =/

  • Queria ver o estádio com as torcidas vibrando, bandeiras e lideres de torcida!

    É um grande prazer receber o Hiro aqui no wRg! Esperamos ver mais textos seus aqui!
    E não Fred… não é para te substituir…….. ainda! =P

  • Hiro

    Primeiro eu deveria aprender a fazer revisão do que eu escrevo. ;p

  • Tato

    Ficou ótimo! Curti muito mesmo esse post!!! =D
    Valeu Hiro!

  • útil informação… qm sabe não me torno o prox campeão… hehe o/