A Série Professor Layton

A Série Professor Layton

Lançado no dia 15 de Fevereiro de 2007 para Nintendo DS, Professor Layton and the Curious Village apresenta aos japoneses o cavalheiro que empresta seu nome ao título e seu assistente e aprendiz, Luke. Cada uma de suas edições tem a história focada em um grande mistério e os jogos progridem a partir de quebra-cabeças que são apresentados ao jogador conforme os caminhos escolhidos. A série bebe muito da fonte de autores famosos, como Sir Arthur Conan Doyle e Dame Agatha Christie, ainda assim demonstra personalidade própria.

Os personagens principais

Professor Hershel Layton
Dublado por Christopher Miller, nas edições de língua inglesa, Layton é o estereótipo do cavalheiro inglês. Sua fama de perito na solução mistérios e quebra-cabeças é mundial e o leva a diversos lugares. Sua cartola e distinção o tornam inconfundível, defendendo sempre a máxima do cavalheirismo.

Luke Triton
Luke é um garoto que sonha em ser um cavalheiro como seu mentor. Apreciador de quebra-cabeças e animais, Luke muitas vezes faz o papel do próprio jogador, descobrindo e aprendendo, ainda assim com reações tempestivas ou inocentes. Ele é dublado por Lani Minella, nas versões norte-americanas, e Maria Darling, nas versões inglesas.

Flora Reinhold
Pequena órfã que conhece Layton e Luke na cidade de St. Mystere, Flora se tornará muito importante aos dois. Tímida mas obstinada ela será um contraponto e uma singular adição ao grupo. É dublada nos jogos de língua inglesa por Lani Minella, curiosamente a mesma dubladora de Luke nas versões norte-americanas.

Don Paolo
Nêmeses autodeclarado de Layton, Don Paolo é um cientista e inventor que caiu em desgraça devido a experiências consideradas antiéticas. Don Paolo culpa Layton por seus percalços. Dublado também por Christopher Miller nos jogos de língua inglesa. (Será que faltam dubladores no hemisfério norte?)

Os quebra-cabeças

Com uma interface point-and-click os jogos da série Professor Layton progridem de forma cadenciada. O jogador tem acesso a algumas áreas e para seguir deve resolver um ou mais quebra-cabeças. Em alguns momentos uma nova área está bloqueada até que você resolva um número determinado destes, não importando quais ou em que ordem. Muitos são quebra-cabeças bem conhecidos, como a travessia dos lobos e galinhas e as rainhas que não podem se ver no tabuleiro, e outros de simplicidade equivalente a diversão. Alguns deles formam minisséries, onde cada encontro com um personagem vai levar ao mesmo problema com uma dificuldade crescente. Sem dúvida uma ótima implementação a diversão mais que garantida por muitas horas.

Os jogos e suas histórias

Professor Layton and the Curious Village
Uma surpresa e definitivamente um sucesso, o primeiro jogo da série vendeu mais de 700.000 cópias em 2007 no Japão e aproxima-se de um total do 5 milhões cópias no mundo atualmente. Números impressionantes e sustentados por seu próprio mérito, tendo hoje uma avaliação média de 85/100 no Metacritic, baseado em 72 criticas.
Professor Layton é chamado por Lady Dahlia à cidade de St. Mystere (ok, faltou um pouco de criatividade aqui, mas tudo bem) para resolver o problema da herança deixada por seu falecido marido e barão, Augustus. A trama se complica com o assassinato de Simon, outro membro da família. A partir daí Layton se vê envolvido com uma série de pequenos mistérios que o levarão à Golden Apple, centro do testamente do Barão Augustus.

Professor Layton and the Diabolical Box
Conhecido como Professor Layton and Pandora’s Box na Europa e Austrália, o segundo jogo da série começa com a chegada de uma carta do antigo mentor de Layton, Dr. Schrader, que afirma ter encontrado a Elysian Box. Esta caixa é conhecida por matar todos que a abrem e para grande preocupação do Professor e Luke isso é exatamente o que Dr. Schrader pretende fazer. Ao chegar ao apartamento de seu mentor Layton e Luke o encontram aparentemente morto e uma passagem para o Molentary Express, mas não há sinal da Elysian Box. Seguindo a única pista disponível a dupla se encaminha para o Molentary Express.

Professor Layton and the Unwound Future
O terceiro jogo também tem um nome diferente na Europa e Austrália, Professor Layton and the Lost Future. Nossa dupla é convidada à demonstração da Máquina do Tempo do Dr. Alain Stahngun. O Primeiro Ministro Bill Hawks é convidado pelo Dr. Stahngun a viajar na máquina, mas alguma coisa sai errada no experimento, a máquina é destruída e o Dr. Stahngun e Bill Hawks desaparecem. Durante as próximas semanas uma série de outros cientistas desaparece e Layton recebe uma carta que alega ser de dez anos no futuro. Com esta pista em mãos o Professor e seu aprendiz partem para mais uma aventura.

Professor Layton and the Specter’s Flute
Ainda não lançado no ocidente, o quarto encontro com Layton e Luke é baseado em misticismo. Ao saberem da lenda da Specter’s Flute a dupla segue para Mist Haley. Reza a lenda que um poderoso espectro surge da névoa para proteger a vila ao som de uma flauta, o espectro se torna o defensor da vila a qualquer mal e a flauta o tesouro da vila. A ponto de desistir Layton escuta o som de uma flauta, um espectro surge e começa a destruir a cidade. E este mistério deve ser desvendado.

Professor Layton and the Mask of Miracle
Previsto para ser lançado na Primavera de 2011 para Nintendo 3DS no Japão, o quinto jogo da série começa com a dupla se dirigindo à Cidade dos Milagres, Montdol, em busca da Mask of Miracle, que aparentemente concede desejos a quem a estiver usando. Ao chegar à cidade Layton e Luke encontram um homem usando a máscara para transformar pessoas em pedra. Temos mais um mistério.

O filme
O primeiro longa-metragem de animação da série, Professor Layton and the Eternal Diva, acontece imediatamente após o quarto jogo, Professor Layton and the Specter’s Flute. Para espanto de alguns, inclusive esta besta que aqui escreve, este filme já foi lançado no ocidente, mesmo antes do quarto jogo. Os mais afobados mas que não gostam de SPOILERS (revelações de fatos importantes), como esta besta que aqui escreve, terão que ficar olhando para a caixa esperando o lançamento do quarto jogo no ocidente para então jogá-lo e depois assistir a animação. Por que o lançamento precoce? Não sei. Por que comprá-lo se não deve assisti-lo? Porque sou uma besta, como já foi dito.

Na história, após resolver o mistério do roubo do Big Ben (!), Layton e Luke voltam ao escritório para ouvir “The Eternal Diva”, uma gravação de uma antiga aluna do Professor, Janice Quatlane. Layton é convidado a uma ópera sobre a lendária terra de Ambrosia, da qual Janice participa. Esta acredita que alguns acontecimentos recentes e estranhos estão ligados a esta ópera e Layton se envolve com o caso.

O futuro da série
Ao menos mais dois jogos para Nintendo 3DS, incluindo Professor Layton and the Mask of Miracle, e mais um filme estão programados até 2012. Não posso afirmar que depois de seis jogos e dois filmes o mercado não estará saturado da série, mas se a Level-5 conseguir manter a qualidade do que foi lançado por aqui até agora eu sinceramente espero que muitos mais venham no futuro, pois esta é sem dúvida uma das melhores séries já criadas.

Site oficial da série: http://professorlaytonds.com/

Sobre o autor

  • Modesto

    Cara professor Layton é muito legal e eu admito, mas vcs esqueceram de botar o jogo mais recente e empolgante em minha opinião vendo o trailer: Professor Layton vs Phoenix Wright!: http://www.youtube.com/watch?v=sDCZX5b8Q6s

  • Hiro

    Não tenho portáteis, portanto nunca joguei, mas até tenho vontade.

    @Modesto
    OBJECTION!