Dade Murphy era apenas um garotinho de onze anos quando foi condenado por ter invadido milhares de computadores, inclusive o sistema de Walstreet. Exatamente por isso, seu codinome Zero Cool se tornou lenda, mesmo durante os anos em que Dade foi proibido pela justiça de usar um computador. Mais velho, Zero Cool encontra em sua nova escola uma galera de Hackers, acaba se apaixonando por Acid Burn (deliciosa Angelina Jolie, menininha de tudo) e volta ao mundo dos piratas de computador.

Antes de ver esse filme, que na minha opinião é um dos maiores clássicos geeks, vale ressaltar que é um filme de 95 falando sobre internet. Para explicar ao grande público o que é esse universo, diversas vezes (99,9% das vezes) o diretor opta por uma visão extremamente fantasiada da rede mundial de computadores, beirando (algumas vezes até excedendo) a linha do possível e impossível. Mas ignore essas fantasias, preste atenção nas cenas de no-tech hacking, na lógica de invasão e divirta-se como nunca!

Aliás, esse foi O filme que me despertou a curiosidade sobre segurança de rede (traduzindo: que me fez ter vontade de aprender a invadir pequenos servidores da minha cidade) só para saber como funciona!!! rs

Título original: Hackers
Ano de lançamento: 1995
Diretor: Iain Softley
Duração: 104 min